Mercado fechado

PM cerca escola ocupada por alunos e aborda professora aos gritos em Barueri

A ocupação foi cercada pela PM no início da noite de segunda-feira. (Foto: Reprodução/Facebook)

A Polícia Militar cercou na noite desta segunda-feira (16) uma escola ocupada por estudantes secundaristas em Barueri, na região metropolitana de São Paulo. Durante o cerco, uma professora foi abordada aos gritos por um policial militar.

Cerca de 20 alunos, por volta das 20h, ocuparam o colégio Professor Lenio Vieira de Moraes em protesto à intenção do governo de fechar a unidade, administrada pela prefeitura de Barueri e pelo governo de São Paulo.

Leia também

Segundo os estudantes, o estado tem a intenção de encerrar parcialmente as atividades do colégio e transferir os alunos para outras instituições de ensino.

Segundo um representante do grêmio estudantil da escola, a PM cercou e tentou arrombar duas portas do fundo do colégio. "Uma professora foi agredida. Ele [policial] gritou e ameaçou prender ela", disse um dos estudantes. “Você não pode fazer isso, sou professora”, disse uma das docentes em meio aos gritos de um dos policiais. Imagens que circulam nas redes sociais mostram a abordagem agressiva dos agentes.

Assista:

Os alunos agora aguardam um documento que o secretário de educação de São Paulo e a direção do colégio estão providenciando para impedir o fechamento da unidade.

De acordo com a polícia, a corporação foi chamada para entender o motivo da ocupação e negociar a liberação do colégio. Até o início da madrugada desta terça-feira (17) uma viatura permanecia no local.