Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.807,38
    -452,37 (-0,45%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.266,41
    -441,31 (-1,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,57
    -1,28 (-3,21%)
     
  • OURO

    1.904,60
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    13.027,42
    -122,61 (-0,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    259,32
    -4,09 (-1,55%)
     
  • S&P500

    3.400,97
    -64,42 (-1,86%)
     
  • DOW JONES

    27.685,38
    -650,19 (-2,29%)
     
  • FTSE

    5.792,01
    -68,27 (-1,16%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,68 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.494,34
    -22,25 (-0,09%)
     
  • NASDAQ

    11.505,00
    -158,50 (-1,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6322
    -0,0317 (-0,48%)
     

PM afasta policial que agrediu ambulante com chutes no centro de SP; assista à agressão

·1 minuto de leitura

Depois de mais uma ação truculenta da Polícia Militar de São Paulo viralizar nas redes sociais, a corporação afastou temporariamente das atividades operacionais um policial flagrado agredindo uma vendedora ambulante no Vale do Anhangabaú, Centro de São Paulo, na última quarta-feira (07).

As imagens mostram PMs que atuavam no combate ao comércio irregular no Centro agredindo com chutes uma mulher, que cai no chão e leva ainda um chute nas costas já caída.

Leia também

De acordo com a PM, o tumulto se iniciou quando agentes de fiscalização de comércio ambulante da Subprefeitura Regional da Sé “foram agredidos com objetos e pedras atirados por populares e comerciantes irregulares na Ladeira da memória com a Rua Formosa". Segundo a corporação, os agente realizavam uma fiscalização de rotina no local.

"Em decorrência da injusta agressão, para afastar os agressores, foi necessário o emprego de força moderada pelos policiais militares da Atividade Delegada, inclusive com a necessidade de apoio de outras unidades que realizavam o Policiamento Preventivo na região", disse a PM em nota divulgada pelo Portal G1.

A PM diz que foi instaurado um procedimento de apuração para analisar as imagens que rodaram as redes sociais, nas quais ficam claras as agressões do PM a uma vendedora. Segundo a corporação, o agente seguirá em trabalhos administrativos até o término da investigação.

Em nota, a Prefeitura da cidade de São Paulo confirmou o afastamento do agente, "enquanto o caso estiver sendo apurado pela PM, os agentes envolvidos na ocorrência ficarão afastados" da atividade.

A Prefeitura diz ainda que, caso fique comprovado que o policial agiu de forma irregular, ele poderá ser suspenso.