Mercado abrirá em 3 h 38 min
  • BOVESPA

    129.441,03
    -634,97 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,16 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,63
    +0,72 (+1,02%)
     
  • OURO

    1.859,90
    -19,70 (-1,05%)
     
  • BTC-USD

    39.634,36
    +4.055,48 (+11,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    923,65
    -18,17 (-1,93%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,40 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.161,71
    +27,65 (+0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    29.161,80
    +213,07 (+0,74%)
     
  • NASDAQ

    14.032,75
    +38,50 (+0,28%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1908
    -0,0018 (-0,03%)
     

PlayStation 5 | Videogame consegue reduzir tamanho dos jogos em 70%; veja como

·3 minuto de leitura

Alardeada desde os primeiros anúncios técnicos do PlayStation 5, a tecnologia de compressão de arquivos do console, chamada Kraken, volta a dar seus frutos. O game da vez é Subnautica, que em sua nova versão para o console de atual geração teve o tamanho que ocupa no disco rígido da plataforma reduzido em 70%.

No PlayStation 4, em sua versão original e sem compressão, o título precisa de 14 GB para funcionar; no novo videogame, entretanto, esse valor é de 3,5 GB. É uma boa notícia para os usuários da plataforma, que têm 664 GB do SSD proprietário do aparelho disponíveis para uso e não possuem possibilidades de expansão, ao contrário do que acontece, ainda que de maneira bem cara, na família Xbox.

O título de exploração submarina é o segundo caso de uso claramente perceptível da tecnologia Kraken, com o primeiro sendo Control: Ultimate Edition. Na comparação com sua versão de nova geração na plataforma rival, a redução é de 39%: o game ocupa 42,5 GB no Xbox Series X e 25,79 GB no PS5.

<em>Subnautica é o game mais recente a fazer uso da tecnologia de compressão do PS5 e também um dos que mais se beneficiou, com tamanhos de arquivos reduzidos em 70% na plataforma (Imagem: Divulgação/Unknown Worlds)</em>
Subnautica é o game mais recente a fazer uso da tecnologia de compressão do PS5 e também um dos que mais se beneficiou, com tamanhos de arquivos reduzidos em 70% na plataforma (Imagem: Divulgação/Unknown Worlds)

Não é feitiçaria, é tecnologia. A promessa original da Sony, feita pelo engenheiro Mark Cerny no ano passado e antes mesmo de vermos a aparência do console, era de uma compressão média de 40% proporcionada pelo sistema desenvolvido por uma empresa chamada RAD Game Tools. Trabalhando ao lado do SSD PCIe 4.0 do videogame, o resultado é um melhor aproveitamento de espaço.

São várias as minúcias que contribuem para isso, desde o desenvolvimento direcionado e integrado à arquitetura do console até as velocidades do SSD em si, que também atingem os controles de memória, capazes de registrar até 9 GB/s de leitura dos dados compactados. Núcleos de processamento, memórias e controladores também são dedicados à tarefa de reduzir o tamanho dos arquivos, ao mesmo tempo em que garantem que os jogos funcionem sem problemas mesmo com toda essa ginástica.

Conforme Cerny revelou nas apresentações prévias do PS5, todo esse funcionamento é invisível aos desenvolvedores de jogos, que podem trabalhar como sempre enquanto o próprio sistema é o responsável pela leitura rápida e compactação dos dados. Tudo, claro, depende das necessidades de cada título, o que também explica porque alguns apresentam reduções mais baixas, na casa dos 10% ou 20%, enquanto outros, como Subnautica, chegam a impressionantes 70%.

A ideia da Sony é que na medida em que os produtores de software se tornem mais confortáveis com as tecnologias do PlayStation 5, o potencial de redução também aumente. Uma ótima notícia para os jogadores da plataforma, principalmente aqueles engajados em Call of Duty Warzone, notoriamente o game mais devorador de espaço da geração atual.

Até lá, caso você esteja com problemas de armazenamento, mas não queira deletar jogos, a Sony recomenda o uso de HDs externos. Você não poderá rodar os jogos diretamente destes periféricos, já que eles requerem o uso do SSD do PS5, mas pelo menos não precisará fazer o download novamente, com a transferência e manipulação dos dados de volta para dentro do console sendo mais rápida do que a velocidade da internet.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: