Mercado abrirá em 2 h 50 min

PlayStation 5: tudo o que sabemos até agora sobre o próximo console da Sony

Wagner Wakka

O PlayStation 5 está mais próximo do que se imagina. A Sony já confirmou que, apesar dos problemas com produção devido à pandemia, o console terá seu lançamento ainda no final de 2020. Diante de uma data tão próxima, o que de fato se sabe sobre o PlayStation 5?

PlayStation 5: data de lançamento

No início do ano, uma série de rumores surgiram com datas de lançamento para o PlayStation 5, em uma janela entre outubro e dezembro de 2020. Contudo, a pandemia e isolamento social por conta da COVID-19 pode ter modificado os planos da empresa.

A Sony mantém, em seu site oficial, o discurso de que o console será lançado durante “holidays” de 2020. O termo norte-americano é referente às festividades de final de ano, com início em dezembro. Assim, é possível supor que a companhia esteja preparando o lançamento do PlayStation 5 para o Natal, colocando-o no mercado até o começo de dezembro.

PlayStation 5: GPU e CPU personalizadas

Em 19 de março, o engenheiro-chefe da Sony, Mark Cerny, fez uma apresentação profunda sobre o que se pode esperar do hardware do PlayStation 5. Cerny confirmou que o processador do PlayStation 5 será um Custom Zen 2 AMD, que faz parte da nova linha da fabricante que será lançada no final deste ano. A palavra custom quer dizer que a Sony trabalhou com a AMD para personalizar o hardware especificamente para o videogame, retirando e adicionando características conforme a necessidade. A CPU contará com oito núcleos Zen 2 rodando a 3,5 GHz — esse clock, porém, será variável.

Já para processamento gráfico, o PlayStation 5 contará com uma GPU personalizada da AMD de arquitetura RDNA 2, também ainda a ser lançada pela fabricante. No total, serão 10,28 teraflops, com 36 CUs de frequência variável até 2,23 GHz. O aparelho também terá 16 GB de memória RAM GDDR6/256-bit, além de leitor de Blu-Ray compatível com 4K.

PlayStation 5: SSD no centro

Na mesma apresentação, Cerny informou que o SSD será a “revolução” do PlayStation 5. A Sony está desenvolvendo a peça internamente como um dos pilares do novo console. O hardware terá capacidade de 825 GB, com banda de 5,5 GB/s, contudo, dentro das tecnicidades, ele explicou que a Sony está trabalhando com um tipo de compressão chamado Kraken, que permite taxas de transferência de 8 GB/s a 9 GB/s entre o SSD e o sistema.

Em comparação, o HDD do PlayStation 4 tinha taxa de até 100 MB/s. Isso permite dizer que 2 GB de informação podem ser transportados em um quarto de segundo.

O componente é pareado com o chip RDNA 2 da AMD, também personalizado para o console da Sony. Com isso, a empresa conseguiu melhorar ainda mais a velocidade de transmissão de dados do SSD, chegando aos 5,5 GB/s. Em termos de armazenamento interno, o console também terá slot extra para outro SSD, além de permitir suporte para HDD externo via USB.

PlayStation 5: capacidade

A Sony promete que o PlayStation 5 será capaz de rodar até 8K. Contudo, é preciso ver as entrelinhas: isso não significa que será possível jogar em 8K, mas apenas rodar vídeos com ele.

Outra novidade do aparelho está no ray tracing. Trata-se da tecnologia apresentada pela Nvidia, em que cada raio de luz é calculado individualmente pelo sistema, o que resulta em ambientes mais realistas.

Em se falando de ambientação, esta tridimensionalidade também deve ser ampliada com ajuda de som. O console terá suporte a uma tecnologia chamada Head-related Transfer Function (HRTF), que pensa toda a engenharia de som com foco em onde está a cabeça do usuário. O objetivo é fazer com que o jogador possa identificar posicionamento de inimigos e gerar mais imersão mesmo que se não tenha caixas de som de qualidade em casa.

PlayStation 5: compatibilidade

Até o momento, a Sony fala de forma bastante subjetiva sobre o assunto. Segundo a companhia, o PlayStation 5 será, sim, retrocompatível. Entretanto, não esmiúça qual o nível da tecnologia.

Na apresentação de março, Cerny disse que o PlayStation 5 não terá hardware de outros consoles para rodar jogos antigos. “Isso seria muito caro”, comentou. Por conta disso, tal compatibilidade será feita por emulação. Em sua fala, ainda, apresentou imagens de jogos do PlayStation 4 rodando integralmente no PlayStation 5, mas não citou os outros consoles da empresa.

Desta forma, oficialmente, a retrocompatibilidade do aparelho só é confirmada até o PlayStation 4 por emulação, sendo que títulos dos PlayStation 3, 2 e original não devem rodar no novo aparelho.

PlayStation 5: controle DualSense

O hardware mais detalhado do PlayStation 5 até o momento é o DualSense, assim batizado o novo controle que virá com o próximo console. Entre as novidades, estão um microfone embutido que vai permitir o bate-papo com outros jogadores sem a necessidade de um fone de ouvido, gatilhos adaptáveis com feedback háptico, para que o jogador tenha diferentes sensações enquanto joga, e um botão "Criar" que vai substituir o "Compartilhar".

A barra de luzes na parte superior do controle também será substituída por um LED que fica atrás do touchpad, e a novidade ainda vai chegar com uma bateria de maior duração, sem deixar o controle muito pesado. Com acabamento em preto e branco, o uso de duas cores pode indicar que o próprio console também tenha design parecido.

DualSense é o controle do PlayStation 5 (Sony)

PlayStation 5: jogos

O primeiro game anunciado para a próxima geração de consoles não veio da Sony. Na E3 de 2018, a Bethesda apresentou uma nova franquia chamada Starfield, um game futurista que se passa em uma base espacial. Apesar do teaser na conferência, a companhia não apresentou muitos detalhes sobre o título, mas confirmou que ele está sendo projetado para a próxima geração.

Foi só no final de 2019, durante a The Game Awards, que o primeiro exclusivo do PlayStation 5 foi apresentado: Godfall. Desenvolvido pela Gearbox Software, ele deve ser um título multiplayer baseado em loot e que deve chegar ao mercado junto do novo console.

A Sony também tem um evento agendado para 11 de junho, no qual promete mostrar mais sobre os primeiros títulos do PlayStation 5.

PlayStation 5: design

A Sony também ainda esconde o formato do chassi do PlayStation 5. Até o momento, há apenas especulações e suposições de como o console será, com base no kit de desenvolvimento enviado para empresas criarem games para o aparelho.

O kit mostra foco em ventilação na parte de cima, com formato em V, o que seria uma relação com o número 5 de PlayStation. Entretanto, o histórico da Sony mostra que design final de seus consoles pouco tem que ver com formato de seus dev kits.

Imagem criada sobre desenho do dev kit do PS5 (Foto: LetsGoDigital)

PlayStation 5: preço

Este é um assunto delicado dentro da Sony. Isso porque o passado da Sony mostra que escolher o preço de seu produto é um ponto crucial para o sucesso em vendas, principalmente no lançamento. No PlayStation 3, a companhia apostou em um hardware mais caro, acreditando que os jogadores veriam o valor do produto e comprariam mesmo necessitando de um investimento mais alto. No fim, foi o seu aparelho menos popular.

Na atual geração, contudo, ela precificou o PlayStation 4 com US$ 100 a menos que o Xbox One, um dos motivos que fez o console da Sony despontar no lançamento à frente do da Microsoft.

Com isso, a Sony guarda segredo diante de quanto vai custar o aparelho. A expectativa é de que ele chegue ao mercado custando aproximadamente US$ 500. Entretanto, a empresa (assim como todo mercado de tecnologia) sofreu com questões de logística e cadeia de produção, sendo que pode ter apenas um número reduzido de unidades no mercado no final do ano. Ou seja, isso pode elevar o preço inicial do produto por conta da demanda.



Fonte: Canaltech