PlayStation 5 | Digital Foundry compara ray tracing do console à RTX 2060

Wagner Wakka
·3 minutos de leitura

O Digital Foundry publicou um vídeo que compara a reprodução de jogos em 4K usando ray tracing no PlayStation 5 à GeForce RTX 2060, placa de entrada da linha RTX 2000 da Nvidia;

Em vídeo publicado no canal do YouTube do site, o jornalista Alex Battlagia analisou o que a Sony divulgou de Marvel's Spider-Man para PlayStation 5. O que ele reparou é que, apesar de usar a tecnologia de ray tacing, nem todos os personagens possuem reflexos no chão.

Ele aponta alguns motivos para isso. Primeiro, a capacidade do hardware. A proposta é fazer com que o console possa rodar os jogos em 4K usando o ray tracing e mantendo a taxa de quadros na faixa dos 30 FPS. Como ray tracing demanda muito poder de processamento, os desenvolvedores precisaram fazer concessões, por exemplo, retirando reflexo de personagens menos importantes da cena.

Outra questão está no tempo de processamento de tudo isso. O objetivo da Sony é de que o cálculo de raio de luz leve até 8 milissegundos para ser feito, de forma que não seja percebido pelo jogador. Para conseguir esse resultado, é preciso usar um hardware mais potente ou reduzir a qualidade do resultado. Como a primeira opção não existe para consoles, é preciso reduzir o que é calculado.

Battaglia cita algumas ferramentas que podem deixar o ray tracing mais fácil de ser calculado. Por exemplo, é possível fazer o reflexo somente de objetos mais próximos (diminuindo o “campo de visão” do ray tracing), ou mesmo reduzir a definição da imagem refletida. Isso também envolve retirar os reflexos de algumas pessoas ou objetos fora de foco da trama.

Novamente, o comportamento foi comparado com o que se vê em uma RTX 2060 acompanhada de uma CPU de última geração (no caso Intel Core i9-10900K). Battaglia usa como exemplo a demo de Ghostrunner, jogo desenvolvido na Unreal Engine e que usa sistemas bem precisos de ray tracing.

O que ele percebeu é que, em uma cena na qual há apenas uma poça de água, com pouco reflexo em tela, o jogo consegue se manter em 30 FPS. Contudo, em uma cena com mais ação e reflexo, a taxa de quadros cai para 21 FPS. Assim, ele relata, foi preciso reduzir a “qualidade do ray tracing” para que o jogo pudesse rodar acima dos 30 FPS.

A conclusão a que ele chega é que serão preciso concessões para o 4K a 30 FPS com ray tracing em Spider-Man e, possivelmente, outros títulos do PlayStation 5. Vale lembra que a Sony já informou que o game vai contar com um modo “desempenho”, que reduz a qualidade gráfica para permitir que o game rode a 60 FPS.

A boa notícia é que se você ainda não tem uma TV 4K em casas, mas apenas Full HD, o PlayStation 5 tem poderio de sobra para fazer rodas os jogos na melhor qualidade possível e uma boa taxa de quadros, mesmo usando o ray tracing.

Spider-Man Remastered será lançado com o PlayStation 5, dentro do pacote Ultimate de Spider-Man Miles Morales, em 12 de novembro. Aqui no Brasil, a data de lançamento para este pacote é de 19 de novembro.

Compre o PS5 e o Xbox Series X | S no Brasil

E aí, você já decidiu se vai de PS5 ou de Xbox Series? Independentemente da sua escolha, ambos os consoles já estão disponíveis no Brasil em pré-venda. Ao comprá-los antecipadamente, você garante que terá algum dos novíssimos dispositivos antes de 2020 acabar. Que tal aproveitar agora? Basta seguir as nossas dicas pelos links abaixo e esperar a entrega chegar:

Quer mais promoções? Conheça o Canaltech Ofertas

Cansado de gastar várias horas para encontrar preços baixos na internet? Então chegou a hora de conhecer o Canaltech Ofertas, nosso serviço que seleciona apenas as melhores promoções das lojas online. Pronto para economizar? Você pode acompanhar os descontos no grupo de WhatsApp ou no site oficial:

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: