Mercado fechado

Plataforma de IA da Nvidia detecta ameaças de segurança em supercomputadores

Rui Maciel

Mellanox UFM Cyber-AI. Esse é o nome de uma nova plataforma apresentada nesta segunda-feira (22) pela Nvidia, que consegue minimizar o tempo de inatividade (ou downtime) em supercomputadores localizados em data centers da linha InfiniBand. Para isso, o equipamento utiliza análises baseadas em Inteligência Artificial (IA) para detectar ameaças de segurança e problemas operacionais, assim como prever falhas de rede.

De acordo com a fabricante, a Mellanox é uma extensão do portfólio de produtos da plataforma UFM - que gerencia sistemas InfiniBand por quase uma década - e aplica a IA para aprender os padrões de cadência operacional e workload de rede de um data center, dados de telemetria e carga de trabalho em tempo real e históricos. Com base nessa referência, ela rastreia a saúde do sistema e as modificações da rede e detecta degradações de desempenho, uso e alterações de perfil.

Mellanox UFM Cyber-AI: equipamento da Nvidia consegue detectar até mesmo mineração de criptomoedas

Em evento online, a Nvidia afirmou que a Mellanox UFM Cyber-AI complementa a plataforma UFM Enterprise, que fornece monitoramento de rede, gerenciamento e checagem de segurança nos cabos e otimização de desempenho. Além disso, a empresa acrescentou um terceiro membro da família UFM, a plataforma de Telemetria UFM. Essa ferramenta captura dados de telemetria da rede em tempo real, que são transmitidos para um banco de dados local ou baseado na nuvem para monitorar o desempenho e validação da configuração da rede.

Até mesmo mineração de criptomoedas

Ainda segundo a Nvidia, a Mellanox fornecerá alertas de comportamento anormal dos sistemas e de aplicações e possíveis falhas e ameaças, além de executar ações corretivas. A plataforma também fornece alertas de segurança em casos de tentativa de invasão para hospedar aplicações indesejadas, como mineração de criptomoeda. O resultado é um tempo de inatividade reduzido do data center - que normalmente custa mais de US$ 300 mil por hora, de acordo com uma pesquisa do Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação (ITIC).

“A plataforma UFM Cyber-AI determina os sinais vitais exclusivos de um data center e os utiliza para identificar a degradação do desempenho, falhas de componentes e padrões de uso anormais”, explica Gilad Shainer, vice-presidente sênior de marketing para redes Mellanox da NVIDIA. “Ele permite que os administradores de sistema detectem e respondam rapidamente a possíveis ameaças à segurança e resolvam falhas futuras, economizando custos e garantindo serviços consistentes aos clientes”.

Já Marcio Aguiar, diretor de NVIDIA Enterprise para América Latina, afirma que os data centers foram um dos principais destaques no crescimento da NVIDIA Enterprise no último trimestre. "A plataforma NVIDIA Mellanox UFM Cyber-AI irá melhorar ainda mais o desempenho e a segurança nos servidores, otimizando o tempo e o custo das empresas também”.

Fonte: Canaltech