Mercado fechará em 5 h 30 min
  • BOVESPA

    100.493,52
    +1.821,27 (+1,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.823,75
    +82,25 (+0,17%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,20
    +0,58 (+0,54%)
     
  • OURO

    1.828,40
    -1,90 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    20.693,17
    -732,82 (-3,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    450,81
    -10,98 (-2,38%)
     
  • S&P500

    3.898,12
    -13,62 (-0,35%)
     
  • DOW JONES

    31.432,30
    -68,38 (-0,22%)
     
  • FTSE

    7.241,77
    +32,96 (+0,46%)
     
  • HANG SENG

    22.229,52
    +510,46 (+2,35%)
     
  • NIKKEI

    26.871,27
    +379,30 (+1,43%)
     
  • NASDAQ

    12.054,50
    -86,00 (-0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5328
    -0,0196 (-0,35%)
     

Plano gratuito da Netflix no Brasil? Não é bem assim

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A equipe de comunicação da Netflix desmentiu a afirmação de que criará um plano gratuito com inserções de publicidade. O anúncio desse suposto novo plano, havia sido feito na última segunda-feira (13) por Francisco Ramos, mais conhecido como Paco, o vice-presidente de conteúdo da Netflix da América Latina.

O fato ocorreu no evento de lançamento da nova série brasileira do streaming: Maldivas. O plano funcionaria da seguinte maneira: o consumidor não pagaria a assinatura, mas em troca teria que ver anúncios publicitários nos seus programas, da mesma maneira que acontece na televisão.

Não é o que parece

Após o anúncio, no entanto, a assessoria da empresa tratou de esclarecer que não existe qualquer garantia sobre esse novo pacote e nem que ele será totalmente gratuito. O que aconteceu foi um mal entendido por parte de Paco.

Empresa não confirma se terá plano gratuito (Imagem: Unsplash/CardMapr.nl)
Empresa não confirma se terá plano gratuito (Imagem: Unsplash/CardMapr.nl)

A empresa ainda disse que prevê um plano mais barato do que R$25,90 (atualmente o pacote mais em conta do streaming) suportado por publicidade, mas não necessariamente gratuito.

Além disso, ao contrário do que o vice-presidente afirmou, não há qualquer certeza de que todo o catálogo estará disponível para os assinantes desse pacote.

Mudança de estratégia visa atrair clientes

A Netflix está analisando adotar essa estratégia de ter um plano de assinatura mais barato para atrair mais assinantes em países com menor poder aquisitivo. Atualmente, a empresa tem três opções de assinaturas e essa quarta seria a chance de conquistar mais público, além de não anular nenhuma das anteriores.

Netflix planeja criar um plano mais barato para atrair clientes (Imagem: Unsplash/Caspar Camille Rubin)
Netflix planeja criar um plano mais barato para atrair clientes (Imagem: Unsplash/Caspar Camille Rubin)

O streaming, considerado um dos mais populares do mundo, está recalculando suas estratégias após perder 200 mil assinantes no primeiro trimestre de 2022 — a primeira vez que isso aconteceu em mais de 10 anos de história.

Isso se deve, entre outros fatores, por uma concorrência mais agressiva e mais diversa, incluindo HBO Max, Amazon Prime Video, Disney+, Star+ e outros.

Outras medidas para reduzir custo

Além da criação desse pacote, a Netflix está estudando outras medidas para reduzir custos. Uma delas é a cobrança pelo compartilhamento de senhas para pessoas que não sejam da mesma família.

Essa medida começou a ser aplicada em países como Peru, Chile e Costa Rica e até o momento não deu muito certo. Agora, resta esperar para ver quais serão as novas estratégias adotadas pela empresa para garantir mais assinantes.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos