Mercado abrirá em 2 mins

Planeta Água? Cientistas descobrem planeta que pode ser um imenso oceano

Planeta Água? Cientistas descobrem planeta que pode ser um imenso oceano (NASA/JPL-Caltech vía AP)
Planeta Água? Cientistas descobrem planeta que pode ser um imenso oceano (NASA/JPL-Caltech vía AP)
  • A equipe internacional de cientistas que descobriu o astro contou com a colaboração de um brasileiro;

  • O raio e massa do astro sugerem uma densidade muito menor da encontrada um planeta sólido

  • Preliminares científicas mostram que o astro é cerca de 70% maior que a Terra;

Uma equipe internacional de pesquisadores descobriu um novo exoplaneta orbitando uma estrela distante que pode constituir uma “ Super Terra ” completamente coberta de água.

Preliminares científicas mostram que o astro é cerca de 70% maior que a Terra e está orbitando uma estrela anã vermelha a cerca de 100 anos-luz de distância na constelação de Draco, segundo a NASA . Embora o planeta possa ter quase o dobro do tamanho da Terra, observações e cálculos iniciais indicam que o planeta é cinco vezes mais denso – o que pode ser consistente com uma superfície coberta por um oceano muito profundo .

A descoberta do planeta batizado de TOI-1452 b foi feita por grupo internacional de cientistas liderado por Charles Cadieux, estudante de doutorado da Universidade de Montreal e membro do Institute for Research on Exoplanets (iREx), com colaboração do pesquisador brasileiro Eder Martioli do Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA/MCTI).

Se o planeta é de fato um “mundo aquático” da vida real, a água pode representar 30% de sua massa, de acordo com pesquisadores. Isso seria equivalente a luas aquosas em nosso sistema solar – Ganimedes e Calisto de Júpiter, ou Titã e Encélado de Saturno – que se acredita esconderem oceanos profundos sob conchas de gelo.

Pesquisadores já suspeitavam anteriormente que exoplanetas a poderiam ser “mundos aquáticos”, mas Cadieu disse que este novo planeta é um dos melhores candidatos para um planeta oceânico que encontramos até hoje. Seu raio e massa sugerem uma densidade muito menor do que se esperaria de um planeta que é basicamente composto de metal e rocha, como a Terra.”

Coberto de água ou não, os anos neste planeta passam muito de pressa, já que o astro completa a órbita sob seu sol a cada 11 dias. A NASA disse que, como a estrela é menor e mais fria que o nosso Sol, o planeta recebe aproximadamente a mesma quantidade de luz solar que Vênus. .

Por estar relativamente próximo, a 100 anos-luz, e em uma área do espaço favorável ao exame, o planeta está em uma excelente posição para ter uma observação aprofundada pelas lentes do Telescópio Espacial James Webb. O grupo de cientistas

Os pesquisadores que descobriram o planeta disseram que agendarão um horário no Webb para capturar a luz das estrelas que brilham na atmosfera do planeta, indicando sua composição e fornecendo pistas adicionais.