Mercado fechado

‘Pixsexuais’ na mira do BC: mulher que tentou reatar namoro por PIX é destacada

Marcus Couto
·2 minuto de leitura
Uma mulher usa um aplicativo de encontros no celular. Ela veste calça jeans e uma blusa de malha.
Campos Neto acha que misturar redes sociais e pagamentos é o futuro. (Foto: Getty Images)
  • Roberto Campos Neto, presidente do BC, lembrou história de mulher que tentou reatar namoro via PIX

  • Ele falava sobre potencialidades futuras da plataforma

  • Campos Neto destacou "corrida do ouro" na mistura de funcionalidades sociais e de pagamentos.

A história de uma mulher que tentou reatar o namoro com seu ex-companheiro via mensagens enviadas em transações por PIX foi destacada pelo presidente do Banco Central brasileiro, Roberto Campos Neto, durante um evento em que ele comentava as potencialidades de novas plataformas de transação de valores.

Leia também:

Segundo Campos Neto, esse tipo de comportamento, que chegou a dar origem a uma “moda viral” no Twitter apelidada de “os pixsexuais”, onde xavecos eram enviados via mensagens anexas a pequenas transferências de valor, faz parte de um futuro em que redes sociais e plataformas de pagamento estarão misturadas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Campos Neto chegou a descrever o fenômeno como uma “corrida do ouro” por conta de suas potencialidades de cruzar um alto volume de dados de usuários com objetivos comerciais.

"A sociedade usou um sistema de pagamentos como mensageria. Isso mostra que a sociedade tem essa demanda intrínseca de misturar mídia social com pagamentos e com finanças”, disse o presidente do BC.

As informações são da Exame.

"Eu chamo de corrida do ouro. É basicamente juntar três grandes vertentes: a vertente de conteúdo, a vertente de mensageria e a vertente de pagamentos", disse. "É um casamento mais importante que eu vejo e ao qual eu acho que parte das pessoas não está prestando atenção.”

Traição e tentativa de reatar por PIX

O post original com a história foi publicado pelo jovem Matheus Siqueira, de 21 anos, e relata como uma garota usou o sistema do Pix – de transferências instantâneas de valores do Banco Central – para enviar mensagens para seu ex-namorado, primo de Matheus, depois de ele tê-la bloqueado nas redes sociais.

Incapaz de se comunicar com o ex, que segundo Matheus descobriu que havia sido traído pela namorada, ela recorreu ao Pix.

As informações são da Folha de S.Paulo.

Teria enviado, então, uma série de transferências ao ex, no valor de R$ 0,01, junto a mensagens com pedidos de desculpas anexas. O sistema do Pix permite que, no ato da transferência, o pagador inclua uma mensagem enviada ao recebedor.

Nas mensagens que viralizaram no Twitter, Matheus tentava descobrir se havia alguma forma de bloquear o recebimento de valores de uma pessoa específica no Pix – o que não é possível, segundo o Banco Central.

Para resolver, segundo o garoto contou à Folha, o primo precisou deletar o seu cadastro de celular como chave de transferência.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube