Mercado abrirá em 36 mins
  • BOVESPA

    117.560,83
    +363,01 (+0,31%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.326,68
    +480,85 (+1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,76
    +1,31 (+1,48%)
     
  • OURO

    1.718,00
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    19.989,44
    -226,54 (-1,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    454,61
    -8,51 (-1,84%)
     
  • S&P500

    3.744,52
    -38,76 (-1,02%)
     
  • DOW JONES

    29.926,94
    -346,93 (-1,15%)
     
  • FTSE

    7.009,07
    +11,80 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    17.740,05
    -272,10 (-1,51%)
     
  • NIKKEI

    27.116,11
    -195,19 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    11.503,75
    -38,00 (-0,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1029
    -0,0106 (-0,21%)
     

Pixel 7 Pro passa por teste e mostra evolução do chip Tensor G2

O Google Pixel 7 e o Pixel 7 Pro chegam no próximo mês de outubro com o novo processador chamado Tensor G2. Muito é especulado a seu respeito, e agora temos um ideia do que esperar da sua performance, depois de o modelo mais caro ter sido visto em um teste no Geekbench, popular plataforma de benchmark.

O usuário @Za_Raczke conseguiu extrair algumas informações importantes do teste. Aqui, o Pixel 7 Pro foi visto com uma configuração de oito núcleos de CPU divididos em grupos de 4+2+2 núcleos, sendo quatro deles Cortex-A55 com velocidade de 1,8 GHz, dois Cortex-A76 e dois Cortex-X1, todos com velocidade de 2,35 GHz.

Google Pixel 7 Pro deve trazer novo processador Tensor G2 e até 12 GB de RAM (Imagem: Reprodução/Geekbench)
Google Pixel 7 Pro deve trazer novo processador Tensor G2 e até 12 GB de RAM (Imagem: Reprodução/Geekbench)

Aparentemente, trata-se da mesma configuração vista no Tensor G1 da linha Pixel 6, mas, mesmo assim, ele conseguiu registrar 1.068 pontos no single-core e outros 3.149 pontos quando exigida a capacidade total do processador. Isso indica aproximadamente 10% a mais de performance no multi-core do novo smartphone.

Outro aprimoramento fica para a parte gráfica, com a GPU Mali-G78 sendo substituída pela Mali-G710, que pode indicar 20% maior performance, aprimoramento de 35% em atividades que envolvem aprendizado de máquina e outros 20% na redução de consumo de energia.

O teste ainda exibe que ele será revelado já com o Android 13, conforme já era esperado, sendo o primeiro smartphone do mundo a contar já com a nova versão do sistema operacional rodando de fábrica. Além disso, ele foi visto na listagem com 12 GB de memória RAM, mas não se sabe se existirão outras variantes.

De qualquer maneira, agora será preciso continuar aguardando pela sua apresentação no próximo dia 6 de outubro para confirmar esses e outros detalhes. Por isso, continuem acompanhando o Canaltech para não perder nenhuma novidade.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: