Mercado abrirá em 6 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    113.031,98
    +267,72 (+0,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.638,36
    -215,01 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,49
    -0,92 (-1,03%)
     
  • OURO

    1.794,50
    -3,60 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    24.021,70
    -212,29 (-0,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    569,68
    -21,08 (-3,57%)
     
  • S&P500

    4.297,14
    +16,99 (+0,40%)
     
  • DOW JONES

    33.912,44
    +151,39 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.509,15
    +8,26 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    19.743,94
    -296,92 (-1,48%)
     
  • NIKKEI

    28.868,91
    -2,87 (-0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.656,25
    -25,00 (-0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1758
    -0,0027 (-0,05%)
     

Pixel 7 Pro é enviado por engano a pessoa que comprou Pixel 6 Pro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Uma unidade de testes do Pixel 7 Pro acabou sendo enviada por engano para um usuário que comprou o Pixel 6 Pro através do Facebook Marketplace. Curiosamente, essa não é a primeira vez que uma situação assim aconteceu envolvendo os novos flagships do Google.

Um usuário no Twitter publicou que um amigo comprou um Pixel 6 Pro usado na Internet há cerca de dois meses. O produto chegou há aproximadamente um mês e ele estranhou o design do modelo, mas quando olhou mais atentamente percebeu que o vendedor enviou, na verdade, uma unidade do Pixel 7 Pro, ainda não lançado pelo Google.

Porém, pouco após a descoberta, o Google enviou um comando remoto para apagar o sistema operacional do celular, que nesse momento está preso no bootloader. Curiosamente, não é a primeira vez que uma unidade de protótipo foi enviada por engano para um comprador, com uma situação semelhante tendo acontecido no começo do mês passado.

O que esperar do Pixel 7 Pro?

O novo smartphone topo de linha do Google deve trazer a segunda geração do processador proprietário da empresa, o chamado Tensor. É esperado que ele traga 12 GB de memória RAM e 256 GB de espaço para armazenamento interno, sem expansão via micro SD.

A tela deve deve ter 6,7 polegadas com tecnologia AMOLED LTPO 2.0, permitindo uma taxa de atualização variável de até 120 Hz e com resolução Quad HD+. Ele deve ser um dos primeiros smartphones do mercado com o sistema operacional Android 13 instalado de fábrica.

Por fim, a respeito das suas câmeras, ele deve ter três traseiras, sendo uma principal de 50 MP, uma ultrawide de 12 MP e uma telefoto para zoom óptico de 48 MP.

Infelizmente, ainda não existe uma data específica para o lançamento do Pixel 7 Pro. Geralmente o Google apresenta novos produtos da família Pixel no mês de outubro. Será preciso aguardar mais um pouco para saber todos os detalhes a respeito dele.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos