Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.116,29
    +3.640,62 (+6,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Pixel 6 Pro vaza em novo teste mostrando evolução do chip Tensor

·3 minuto de leitura

Com lançamento previsto para acontecer em outubro, o Pixel 6 e o Pixel 6 Pro prometem ser uma das maiores evoluções da linha de celulares do Google, tanto pelo design repaginado e o upgrade substancial do sistema de câmeras, como pelo conjunto de processamento, que estreará o Google Tensor, primeiro chipset da empresa para smartphones.

Especulado para contar com estranhas configurações, o Tensor já foi flagrado em testes de desempenho rodando em um Pixel 6 Pro, mas trazendo números decepcionantes. A situação acaba de mudar com o mais novo resultado encontrado pelo site PhoneArena no banco de dados do benchmark Geekbench 5, revelando um cenário significativamente mais promissor.

Pixel 6 Pro mostra melhorias em novo teste de desempenho

Nos novos registros encontrados, o Pixel 6 Pro atinge 1.034 pontos em single-core e 2.756 pontos em multi-core, apresentando assim aumentos substanciais em comparação ao primeiro teste, em que o topo de linha do Google marcou 414 pontos em single-core e 2.074 pontos em multi-core.

Os números também são notavelmente maiores que os oferecidos pelo Pixel 5, equipado com chip Snapdragon 765G, limitado a 588 pontos em single-core e 1.597 pontos em multi-core.

O novo resultado do Pixel 6 Pro mostra uma evolução notável frente o primeiro teste encontrado (Imagem: Reprodução/Geekbench)
O novo resultado do Pixel 6 Pro mostra uma evolução notável frente o primeiro teste encontrado (Imagem: Reprodução/Geekbench)

Ainda assim, os valores atingidos pelo Tensor em multi-core ainda estão bem abaixo de rivais como o Snapdragon 888 e o Exynos 2100, capazes de passar com facilidade dos 3.500 pontos. Dito isso, o mais provável é que o Google siga otimizando o chipset até o lançamento dos celulares, quando a novidade poderá se igualar ao patamar dos concorrentes.

Além disso, esses resultados mais próximos dos chips de Qualcomm e Samsung revelam um cenário mais interessante que o levantado por antigos rumores, que sugeriam que a solução proprietária da gigante das buscas concorreria com o menos robusto Snapdragon 870.

Diferente do que antigos rumores apontavam, é possível que o Google Tensor entregue desempenho competitivo com o Snapdragon 888 e o Exynos 2100 (Imagem: Reprodução/Google)
Diferente do que antigos rumores apontavam, é possível que o Google Tensor entregue desempenho competitivo com o Snapdragon 888 e o Exynos 2100 (Imagem: Reprodução/Google)

Outros destaques indicados pelo teste vazado incluem ainda a presença de Android 12, 12 GB de RAM e a curiosa configuração dos núcleos do Tensor, que deve incluir dois Cortex-X1 de máxima performance rodando a até 2,8 GHz, dois Cortex-A76 de alto desempenho a 2,25 GHz, e quatro Cortex-A55 de baixo consumo a 1,8 GHz.

Aparelho pode chegar em outubro com preço abaixo da concorrência

De acordo com rumores, a família Pixel 6 deve chegar ao mercado ainda em outubro, possivelmente em evento no próximo dia 19 — tanto teasers oficiais quanto materiais promocionais da operadora australiana Telstra trazem menções à data. Os aparelhos podem então começar a ser vendidos em 28 de outubro, que curiosamente coincide com a realização Android Dev Summit, evento do sistema operacional da empresa para desenvolvedores.

O Pixel 6 pode custar menos que rivais como o Galaxy S21, mesmo com o foco do Google em oferecer uma experiência premium (Imagem: Google)
O Pixel 6 pode custar menos que rivais como o Galaxy S21, mesmo com o foco do Google em oferecer uma experiência premium (Imagem: Google)

Ainda segundo as informações, os novos celulares do Google seriam mais baratos que o esperado, apresentado preços bastante competitivos: o Pixel 6 deve chegar por 649 euros (cerca de R$ 4.100, em conversão direta), e o Pixel 6 Pro pode custar 899 euros (~R$ 5.690). Em comparação, a Samsung cobra 929 euros (~R$ 5.880) pelo Galaxy S21 básico, e 1.279 euros (~R$ 8.090) pelo Galaxy S21 Ultra.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos