Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    55.011,25
    +377,93 (+0,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Pixel 6 Pro: Google corrigirá problema envolvendo a tela em atualização futura

·1 min de leitura

O Pixel 6 e Pixel 6 Pro já eram esperados pelo público há um bom tempo, visto que a empresa chegou a apresentar o design completo e alguns poucos detalhes deles meses antes da apresentação oficial. Recentemente, ele finalmente foi oficializado e já chegou às mãos dos consumidores.

Mas, alguns usuários começaram a reportar alguns problemas na tela do smartphone. Parte dos donos do Pixel 6 Pro notaram que manter parcialmente pressionado o botão de energia quando a tela está desligada faz com que listras comecem a surgir no painel. Ou seja, só de estar com o botão apertado de forma leve, artefatos aparecem no display.

(Imagem: Divulgação/Google)
(Imagem: Divulgação/Google)

O Google reconheceu o problema e disse que isso não representa um problema com o hardware do aparelho, deixando claro que ele será corrigido em uma atualização junto com o pacote de segurança de dezembro para ele. Além disso, como uma solução temporária, quando o smartphone estiver desligado é recomendado pressionar apenas o suficiente para ligar o celular e não ficar apertando de forma repetida.

O Pixel 6 Pro foi anunciado com uma tela Super AMOLED de 6,7 polegadas de resolução Quad HD+ e taxa de atualização de 120 Hz, processador Google Tensor, 12 GB de memória RAM e até 512 GB de espaço para armazenamento interno. Além disso, conta com câmera traseira tripla, bateria de 5.000 mAh e é um dos primeiros smartphones a contar com o Android 12 de fábrica.

De qualquer modo, agora é esperar o Google lançar a atualização para o modelo, para finalmente ver se o problema foi corrigido ou não.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos