Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.310,30
    +2.187,62 (+4,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Pixel 6 e 6 Pro têm bug que inutiliza biometria quando a bateria acaba

·2 min de leitura

Em outubro o Google fez um evento onde apresentou ao mundo os seus smartphones de nova geração, os Pixel 6 e Pixel 6 Pro. Os modelos são uma tentativa da empresa de entrar com tudo na categoria dos topo de linha, e trazem uma série de novidades que chamam muito a atenção.

Apesar de todo o esforço do Google para entregar dispositivos capazes de brigar com Samsung e Apple na categoria de alto custo, os aparelhos têm sido alvo de reclamações em relação a alguns problemas específicos, e, agora, mais uma situação envolvendo eles surgiu.

Aparentemente, é possível que o leitor de impressões digitais pare de funcionar sem qualquer motivo aparente, bastando que o usuário deixe a bateria do smartphone descarregar completamente. Ao ligar novamente o Pixel 6, não será mais possível usar o leitor biométrico.

(Imagem: Divulgação/Google)
(Imagem: Divulgação/Google)

Ele simplesmente não funciona mais mesmo depois de reiniciar o celular e com a bateria recarregada, e a opção para recadastrar impressões digitais no telefone, simplesmente desaparece. Por outro lado, se o telefone for redefinido de fábrica, a leitura biométrica volta a funcionar após uma nova configuração.

Isso apenas reforça que se trata de um bug de software, que pode ser resolvido com uma futura atualização do sistema operacional. Dessa forma, a recomendação principal é não deixar descarregar o smartphone por completo enquanto o update não chega.

O Pixel 6 e Pixel 6 Pro foram anunciados com uma tela Super AMOLED e taxa de atualização de 90 Hz e 120 Hz, respectivamente, processador Google Tensor, 8 GB ou 12 GB de memória RAM e até 512 GB de espaço para armazenamento interno. Além disso, contam com câmera traseira dupla ou tripla, dependendo do modelo, e bateria de até 5.000 mAh, trazendo Android 12 de fábrica.

De qualquer modo, agora é esperar o Google lançar a atualização para o modelo, para finalmente ver se o problema foi corrigido ou não.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos