Mercado fechado

Bancos pressionam, e PIX terá limite de transações

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
PIX terá limite. (Foto: Getty Images)
PIX terá limite. (Foto: Getty Images)

O Banco Central do Brasil confirmou que o novo sistema de transferências instantâneas PIX poderá ter limites para transferências. O limite tem como objetivo diminuir as possibilidades de fraudes, e era uma demanda das instituições financeiras.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O PIX estreia em novembro e será uma alternativa aos já conhecidos TED e DOC. A sua vantagem é que ele poderá ser realizado a qualquer hora, em qualquer dia da semana, e sem custo em algumas modalidades, como pessoa física.

Leia também

Anteriormente, ele não teria um limite de transferência. Mas por pressão dos bancos, o BC concordou em incluir essa possibilidade.

Segundo as instituições, a falta de um limite poderia facilitar a ocorrência de fraudes. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

O limite, no entanto, deve ser definido pelas próprias instituições financeiras. Por enquanto, os usuários já podem cadastrar suas ‘chaves’ – dados como CPF ou e-mail – que serão usadas como indicadores para a transferência.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube