Mercado fechado

Pix pode apresentar problemas de conectividade na fase restrita, diz BC

Estevão Taiar
·1 minuto de leitura

Novo sistema já tem 55 ,8 milhões de pessoas cadastradas e começa a funcionar, na primeira fase, a partir de 3 de novembro, das 9h às 22h na maior parte dos dias A fase restrita do Pix, que começa no dia 3 de novembro, pode apresentar alguns problemas de conectividade, admitiu nesta quinta-feira o chefe do departamento de competição do Banco Central (BC), Ângelo Duarte. “Podem ocorrer problemas de conectividade, levando algumas horas, minutos a mais”, disse em entrevista coletiva para comentar a entrada em vigor da fase restrita. Segundo ele, justamente para resolver os empecilhos iniciais o Pix começará a funcionar de maneira restrita. “Isso está dentro do esperado.” Nessa etapa inicial, que vai até o dia 15, o Pix funcionará em horários restritos: das 9h às 22h em todos os dias da semana, com exceção de quinta-feira (das 9h à 0h) e sexta-feira (das 0h às 22h). Todas as 762 instituições financeiras ou de pagamento já homologadas entrarão na etapa de operação restrita, já com todas as funcionalidades do sistema. Até o dia 8, as instituições precisarão escolher uma quantidade de 1% a 5% de sua base de clientes para usarem o Pix. Esse grupo precisará “espelhar” toda a base de clientes e poderá fazer transferência por meio do sistema de pagamentos instantâneos. Do dia 9 ao dia 15, elas poderão aumentar de “maneira gradual”, no ritmo que acharem melhor, esse grupo. No entanto, durante a etapa restrita, todos os usuários cadastrados poderão receber transações por meio do Pix. Até ontem, 55,8 milhões de pessoas haviam cadastrado chaves no sistema de pagamentos instantâneos. Divulgação