Mercado abrirá em 5 h 20 min
  • BOVESPA

    107.378,92
    +1.336,45 (+1,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.267,20
    +362,14 (+0,86%)
     
  • PETROLEO CRU

    43,61
    +0,55 (+1,28%)
     
  • OURO

    1.825,50
    -12,30 (-0,67%)
     
  • BTC-USD

    18.274,07
    -58,44 (-0,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    365,28
    +3,85 (+1,07%)
     
  • S&P500

    3.577,59
    +20,05 (+0,56%)
     
  • DOW JONES

    29.591,27
    +327,79 (+1,12%)
     
  • FTSE

    6.333,84
    -17,61 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    26.493,02
    +6,82 (+0,03%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    11.961,75
    +56,50 (+0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4496
    +0,0093 (+0,14%)
     

PIX chegou: saiba como se cadastrar para usar o 'matador de DOC e TED'

Lucas Carvalho
·3 minuto de leitura
Foto: Getty Images/Getty Creative
Foto: Getty Images/Getty Creative

Começou nesta segunda-feira (5) o cadastramento de chaves do PIX, novo sistema eletrônico de transferência de valores criado pelo Banco Central que permitirá movimentações financeiras instantâneas, pela internet e, ao menos em tese, gratuitas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Segundo o BC, 644 instituições financeiras, entre bancos e fintechs, estão autorizadas a cadastrar clientes no Diretório Identificador de Contas Transacionais (DICT), o grande banco de dados com informações de todas as contas que poderão receber e enviar dinheiro através do novo sistema.

Leia também

A promessa é de que o PIX aposente de vez outros protocolos de transferência de dinheiro, como DOC, TED e o boleto (que não vão sumir, mas ficarão obsoletos). Além disso, o BC garante que a tecnologia permitirá pagamentos por QR Code e aproximação, substituindo até os cartões de débito e crédito.

Se você ficou interessado, precisará solicitar a uma dessas 644 empresas o registro da sua chave de PIX. Esta chave é o seu registro no DICT, a "conta virtual" que permitirá que qualquer um possa te enviar ou receber dinheiro, não importa o banco.

Confira a seguir como criar sua chave PIX em cada um dos principais bancos e fintechs do Brasil e o que você precisa em cada caso.

O que é preciso para cadastrar-se no PIX?

Para ter uma chave PIX, você precisa de uma conta capaz de receber e enviar dinheiro, seja ela corrente ou digital, desde que a instituição já esteja cadastrada junto ao Banco Central para usar o novo sistema. Se você criarr sua chave pelo Itaú, por exemplo, transferências feitas pelo PIX movimentarão dinheiro da sua conta do Itaú.

O Pix vai funcionar também com carteiras virtuais como o PicPay ou Mercado Pago, por exemplo. Dessa forma será possível enviar dinheiro da conta de um banco tradicional para uma carteira digital.

Cada pessoa física pode ter até cinco chaves por conta (pessoas jurídicas podem ter até 20), as quais podem ser criadas e associadas a apenas um dos seguintes dados:

  • CPF;

  • Número de telefone;

  • E-mail;

  • Combinação numérica aleatória.

Dessa forma, sempre que alguém quiser enviar dinheiro para você, bastará saber seu CPF, telefone, e-mail ou seu "código".

Uma chave usada em um banco não poderá ser também usada para outro, mas você poderá fazer a portabilidade de uma conta para outra se quiser posteriormente. É possível até ter mais de uma chave ligada a mais de um elemento cadastral. Por exemplo: você pode ter um PIX no Banco A ligado ao seu e-mail e um PIX no Banco B ligado ao seu número de telefone, por exemplo.

Como se cadastrar no PIX de acordo com seu banco

Cada instituição financeira e fintech tem seu próprio caminho para criar a chave PIX dos seus clientes, mas todos exigem que você tenha um acesso virtual, por aplicativo, à sua conta. Por isso, selecione abaixo o seu banco e o sistema operacional do seu celular para baixar o aplicativo.

A lista completa de empresas com autorização para criar chaves de PIX encontra-se nesta página do Banco Central.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube