Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.065,40
    -88,04 (-0,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Pitch de mestre deve ter muita paixão, diz CEO da PWTech

Fernando Silva diz que é preciso colocar autenticidade na apresentação do negócio. “Você precisa acreditar naquilo que está vendendo”, conta o executivo.

Ele também recomenda treinar bastante o discurso que será proferido e nunca desistir da ideia. Fernando diz que é preciso entender bem a área em que vai se atuar pois boas oportunidades podem aparecer. “Nunca imaginei o tamanho do mercado de ajuda humanitária. Às vezes é mais fácil você deslocar alguém de um mercado do que fazer um novo”, revela.

Desafio hídrico da Terra

Quase 98% da água total do planeta são provenientes dos oceanos. As calotas polares e geleiras representam 2%. Água doce de lagos, água salgada de lagos, água misturada no solo e vapor d'água fecham essa conta.

Desse total, somente 2,4% são de água doce e 0,02% está disponível em lagos e rios que podem abastecer cidades para o consumo.

Para complicar ainda mais a situação, desse ínfimo percentual, grande parcela está poluída.

O quadro é desafiador. A ONU acredita que até 2050, aproximadamente 45% da população mundial não terá a quantidade mínima de água para consumir.

Vale destacar que a situação atual não é nada animadora também. No chamado mundo subdesenvolvido, cerca de 50% da população consome água poluída. No planeta inteiro, pelo menos 2,2 milhões de pessoas, principalmente crianças com menos de 5 anos de idade, morrem todos os anos em decorrência de água contaminada e sem tratamento.

Nesse cenário desafiador, especialmente no Brasil, onde 35 milhões de pessoas não têm acesso à água potável, a PWTech tem uma proposta interessante. Criada com o objetivo de transformar água contaminada em água potável, a empresa tem parcerias com a Universidade Federal de São Carlos e realiza trabalhos para governos e entidades humanitárias, como a ONU.

Vale lembrar que essas 35 milhões de pessoas moram no país que detém 12% de toda a água do planeta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos