O pior da crise na zona do euro já passou, diz Schäuble

O pior da crise da dívida na zona do euro já passou, disse nesta quinta-feira o ministro de Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, em entrevista ao jornal Bild. "Acredito que o pior já está no passado", afirmou, acrescentando que a intensidade da crise vai começar a se dissipar em 2013.

Segundo Schäuble, um dos motivos para a superação da crise é o fato de que países em dívida, como a Grécia, reconheceram que a única forma de reduzir o nível de endividamento e reconquistar a confiança dos mercados financeiros é por meio de reformas econômicas e fiscais. "O governo grego sabe que não pode fazer exigências financeiras excessivas dos outros membros da zona do euro. Por isso eles estão progredindo com as reformas", disse.

Nos últimos meses, a preocupação dos investidores se voltou à disposição da França em consertar sua fragilizada economia. Schäuble afirmou, porém, que está confiante de que a França fará o que for preciso para impulsionar sua competitividade e continuar sendo uma força da zona do euro. "Estou certo de que a França vai cumprir com suas obrigações", disse. "O governo sabe muito bem que todo país deve continuar realizando reformas para permanecer competitivo."

Ao falar da economia alemã, o ministro afirmou que "a situação é melhor do que se esperava" porque o comércio com os Estados Unidos e a Ásia está impulsionando as exportações da Alemanha. "É por isso que a economia alemã vai crescer bem em 2013."

O governo alemão prevê que a economia do país cresça cerca de 1% no ano que vem. As informações são da Dow Jones.

Carregando...