Mercado fechará em 2 h 20 min
  • BOVESPA

    112.170,70
    -440,95 (-0,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.453,21
    -12,81 (-0,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,06
    +1,45 (+1,67%)
     
  • OURO

    1.785,00
    -10,00 (-0,56%)
     
  • BTC-USD

    37.176,02
    +506,64 (+1,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    845,43
    +2,98 (+0,35%)
     
  • S&P500

    4.367,78
    +41,27 (+0,95%)
     
  • DOW JONES

    34.289,30
    +128,52 (+0,38%)
     
  • FTSE

    7.464,43
    -89,88 (-1,19%)
     
  • HANG SENG

    23.550,08
    -256,92 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.225,50
    +238,75 (+1,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0225
    -0,0015 (-0,02%)
     

Pinacoteca Contemporânea de SP deve ficar pronta em novembro de 2022

·1 min de leitura

O prédio da Pinacoteca Contemporânea, extensão da Pinacoteca de São Paulo, deverá estar pronto em novembro do ano que vem. O edifício, cujas obras tiveram início nesta semana, será o terceiro do grupo, atualmente formado pela Pinacoteca Luz e pela Pinacoteca Estação. As informações são do governo de São Paulo.

Assim como os outros dois prédios da Pinacoteca de São Paulo, a nova unidade também ficará na região central da cidade, onde funcionava, até 2014, a Escola Estadual Prudente de Moraes, na avenida Tiradentes, próxima às estações de trem e metrô Luz.

Orçada em aproximadamente R$ 85 milhões, a construção da Pina Contemporânea, como é chamada, será custeada pela iniciativa privada e pelo governo de São Paulo, que arcará com R$ 55 milhões. O local terá potencial para atender até 1 milhão de visitantes por ano.

A nova unidade terá duas galerias para exposições de obras de diversos portes e um centro para atividades socioeducativas. O local também terá uma área de serviços, com restaurante, loja e espaços comuns para livre circulação do público. Será construído ainda o Jardim da Arte, que vai conectar o prédio da Pinacoteca Luz com o novo edifício.

“Com as novas galerias, o museu terá mais espaço e flexibilidade para expor as mais de 10 mil obras da sua coleção, inclusive aquelas de grande porte, além de receber obras de artistas internacionais, reafirmando a missão da pinacoteca de ser um museu de arte brasileira em diálogo com as culturas do mundo”, destacou o diretor-geral da Pinacoteca de São Paulo, Jochen Volz.

A pinacoteca conta atualmente com mais de 10 mil peças, trabalhos de autoria de importantes artistas brasileiros como Anita Malfatti, Lygia Clark, Tarsila do Amaral, Almeida Júnior, Pedro Alexandrino, Candido Portinari e Oscar Pereira da Silva.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos