Mercado fechado

Picles do McDonald’s jogado no teto vira arte de R$ 52 mil

Obra está em exposição na Nova Zelândia (Getty Images)
Obra está em exposição na Nova Zelândia

(Getty Images)

  • Picles que compôs lanche do McDonald's vira obra de arte ao ser jogado em um teto branco;

  • Peça está sendo vendida por R$ 52 mil;

  • Ideia do artista Matthew Griffin levanta o debate sobre o que é arte.

Uma única fatia de picles que um dia compôs um lanche do McDonald’s foi transformada em arte ao ser jogada no teto branco da exposição de Belas Artes de Sydney, atualmente em exibição na Michael Lett Gallery em Auckland, Nova Zelândia. O preço cobrado? 10 mil dólares, equivalentes a R$ 52 mil.

A obra, chamada Pickle, pertence ao artista Matthew Griffin. Segundo o The Guardian, o alimento acompanha um molho pegajoso e parece fresco desde o dia em que foi instalado. Ele deve permanecer por lá até 30 de julho.

Na descrição da escultura minimalista, é pontuada a presença de pão comum, hambúrguer, ketchup, queijo, picles, cebola, mostarda e tempero de carne. “‘Pickle’, 2022, é uma escultura que compreende a fatia de picles de um cheeseburger do McDonald’s arremessada no teto. ‘Pickle’ é um dos quatro novos trabalhos em Belas Artes”, aponta o texto.

O comprador que adquirir a peça receberá orientações de como mantê-la fresca, apesar da tarefa não ser difícil, segundo Ryan Moore, diretor de Belas Artes de Sydney. Enquanto alguns chamam a obra de ‘genial’ e ‘brilhante’, outros a definem como algo ‘idiota’ – reações que o artista quis provocar ao levantar o debate sobre o que é arte.

“De um modo geral, não são os artistas que decidem se algo é arte – são eles que fazem as coisas. Se algo é valioso e significativo como obra de arte é a maneira que nós, coletivamente, como sociedade, escolhemos usá-lo ou falar sobre isso”, disse Moore ao The Guardian. “Por mais que isso pareça um picles preso ao teto – e não há artifício ali, é exatamente isso – há algo no encontro com isso como uma escultura ou um gesto escultórico”.

A peça relembra a obra de 2019 do artista italiano Maurizio Cattelan, intitulada Comedian, que não passava de uma banana madura colada na parede da galeria durante a Art Basel em Miami (EUA). Na época, foi vendida por US$ 120 mil (R$ 624 mil) e então arrancada da parede e comida pelo artista performático David Datuna.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos