PIB dos EUA no 3º trimestre é revisado para cima

A economia dos EUA cresceu num ritmo mais forte do que o estimado anteriormente no terceiro trimestre deste ano, mas o ganho pode ser um ponto fora da curva já que as preocupações com o abismo fiscal e o impacto da super tempestade Sandy provavelmente vão colocar um freio no desempenho nos três últimos meses de 2012.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA cresceu à taxa anual de 3,1% entre julho e setembro, informou o Departamento do Comércio. O número foi revisado em relação ao cálculo de crescimento de 2,7% anunciado antes e ficou acima da previsão dos economistas consultados pela Dow Jones, que era de expansão de 2,8%.

Os gastos líquidos dos consumidores aumentaram 1,6% no terceiro trimestre, em comparação com a estimativa anterior de +1,4%. As importações caíram 0,6%, em vez de terem subido 0,1% como calculado antes.

A mudança nos estoques privados contribuiu com 0,73 ponto porcentual para o crescimento do PIB, mas o impulso pode ser um impedimento no quarto trimestre porque o excesso de estoques pode levar as empresas a reduzirem a produção. As vendas finais reais - PIB menos mudanças nos estoques privados - aumentaram 2,4% no terceiro trimestre.

Os gastos do governo federal, que subiram 9,5% no terceiro trimestre após terem contração nos quatro períodos anteriores, dificilmente continuarão crescendo nesse ritmo enquanto Washington se prepara para profundos cortes de gastos no próximo ano.

A aceleração da atividade econômica norte-americana ocorreu à medida que os lucros corporativos aumentaram, embora eles tenham sido revisados para baixo em relação às estimativas anteriores. Dados revisados mostraram que os lucros gerados pela produção atual avançaram 7,5% em comparação com um ano atrás, em vez de 8,7% como calculado antes.

Os lucros corporativos após impostos e sem ajustes pelos estoques e o consumo de capital cresceram 17,9% na comparação anual e subiram 4,6% na comparação trimestral. As informações são da Dow Jones.

Carregando...