Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    47.552,60
    +1.738,85 (+3,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7577
    +0,0188 (+0,28%)
     

PIB da zona do euro no 4º cai menos do que estimado anteriormente

·1 minuto de leitura

BRUXELAS (Reuters) - O Produto Interno Bruto da zona do euro caiu menos do que o inicialmente estimado no último trimestre de 2020 e o emprego avançou em relação aos três meses anteriores apesar dos lockdowns por conta da pandemia, mostraram novas estimativas nesta terça-feira.

A agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat, disse que o PIB dos 19 países que usam o euro contraiu 0,6% no quarto trimestre em relação aos três meses anteriores, registrando queda de 5,0% na base anual. A Eurostat havia estimado anteriormente contração trimestral de 0,7% e de 5,1% em termos anuais.

A Eurostat também informou que o emprego cresceu 0,3% nos últimos três meses de 2020 sobre o período anterior, após alta trimestral de 1,0% no terceiro trimestre, mas que ainda está 2,0% abaixo do mesmo período do ano anterior.

(Reportagem de Jan Strupczewski)