Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.880,82
    +1.174,91 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.219,26
    +389,95 (+0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,51
    +1,69 (+2,65%)
     
  • OURO

    1.844,00
    +20,00 (+1,10%)
     
  • BTC-USD

    48.980,52
    +45,30 (+0,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,33
    +39,77 (+2,93%)
     
  • S&P500

    4.173,85
    +61,35 (+1,49%)
     
  • DOW JONES

    34.382,13
    +360,68 (+1,06%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.398,00
    +297,75 (+2,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4040
    -0,0085 (-0,13%)
     

PIB da Eurozona tem queda de 0,6% no primeiro trimestre de 2021

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Sede do Banco Central Europeu em Frankfurt

O Produto Interno Bruto (PIB) da Eurozona fechou o primeiro trimestre de 2021 com uma contração de 0,6%, em um período ainda marcado pelas medidas de contenção da pandemia de coronavírus, anunciou nesta sexta-feira a agência europeia de estatísticas Eurostat.

De acordo com a Eurostat, o retrocesso foi registrado após uma queda de 0,7% no último trimestre de 2020. Em ritmo anual, o PIB da Eurozona tem contração de 1,8%.

Ao mesmo tempo, a Eurostat calculou que o índice de inflação em ritmo anual da zona do euro voltou a subir em abril, a 1,6%, aproximando-se da meta de 2% do Banco Central Europeu (BCE).

Depois de cinco meses consecutivos de números negativos em 2020, provocados pela drástica queda de demanda e consumo, a inflação atingiu 0,9% em janeiro e fevereiro, e 1,3% em março.

Ao mesmo tempo, a taxa de desemprego da Eurozona registrou leve queda em março na comparação com fevereiro, a 8,1%, mas aumentou um ponto em ritmo anual por efeito da pandemia, também de acordo com a Eurostat.

O índice de desemprego foi de 8,2% em fevereiro e de 7,1% em março de 2020, destacou a Eurostat em um comunicado.

ahg/mar/fp