Mercado fechará em 1 h 18 min

PIB da Argentina cai 19,1% no segundo trimestre de 2020 (oficial)

·1 minuto de leitura
Presidente argentino, Alberto Fernández
Presidente argentino, Alberto Fernández

A economia argentina registrou queda de 19,1% no segundo trimestre de 2020 em relação ao mesmo trimestre de 2019, em meio ao confinamento por covid-19, informou nesta terça-feira o Instituto de Estatística e Censos (Indec). 

Na comparação semestral, a queda é de 12,6% em comparação ao mesmo período de 2019, informou a agência. 

A Argentina sofre desde março os efeitos da pandemia do coronavírus, com restrições de atividades, que atingem gravemente sua economia, em recessão desde 2018. 

Segundo o Indec, os setores com maiores quedas no segundo trimestre foram Hotéis e Restaurantes (-73,4%) e Serviços Sociais e Pessoais (-67,7%). 

Também caíram Construção (-52,1%), Indústria (-20,8%), Transportes e Comunicações (-22,5%) e Comércio (-16,9%). 

A Argentina decretou o confinamento da população em 20 de março, com um freio quase total à economia. 

O governo vem autorizando gradativamente a reativação de diversas atividades produtivas sob protocolos sanitários. 

A Argentina registrou queda de 2,5% no Produto Interno Bruto em 2019, enquanto as projeções do Fundo Monetário Internacional estimam contração de 9,9% para este ano.

sa/nn/mr/cc