Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.735,42
    +392,30 (+0,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Phishing cresce em todas as suas modalidades no Brasil em 2021

·3 min de leitura

Os golpes virtuais estão em alta, mas alguns em específcio se destacam, como o phishing. Segundo um levantamento realizado pela Avast do Brasil com 1,3 mil usuários de seus serviços, neste ano essa fraude está ocorrendo bem mais do que em 2020.

Segundo a pesquisa, 55% dos entrevistados encontraram phishing em 2021, em comparação com 39% que alegaram o mesmo em 2020. Quando se trata das vítimas, 35% mais brasileiros disseram ter sido vítimas de um esquema desse tipo, em comparação com os resultados do ano passado.

“Se compararmos os resultados da pesquisa de 2020 a 2021, houve um crescimento de 41% no número de brasileiros que encontraram golpes de phishing. Esperamos aumentar a conscientização sobre esses golpes, para ajudar os consumidores durante o período de festas de fim de ano a aproveitar essa temporada com segurança” afirma Luis Corrons, pesquisador adjunto sênior da Avast.

<em>Tipos de phishing que os brasileiros encontraram em 2021. (Imagem: Divulgação/Avast)</em>
Tipos de phishing que os brasileiros encontraram em 2021. (Imagem: Divulgação/Avast)

A porcentagem de pessoas que afirmaram ter encontrado phishing por e-mail aumentou 3% em 2021 em comparação com o último ano. Em ameaças em sites, houve um acréscimo de 2%; via telefone, de 9%; por SMS, de 12% e, por fim, 1% em tentativas de golpes físicos.

Como se proteger

A pesquisa também perguntou às pessoas se elas já haviam sido vítimas de um esquema de phishing, com o resultando apontando que os habitantes que sofreram com esse tipo de golpe no Brasil aumentou 35%, com mais de um terço dos entrevistados admitindo ter sido vítima.

Os tipos de phishing que mais vitimaram pessoas no Brasil correspondem aos tipos mais encontrados pela pesquisa.

<em>Tipos de phishing que os brasileiros foram vítimas em 2021. (Imagem: Divulgação/Avast)</em>
Tipos de phishing que os brasileiros foram vítimas em 2021. (Imagem: Divulgação/Avast)

A pesquisa também questionou o que aconteceu com as vítimas após o golpe. Segundo o levantamento, 42% dos entrevistados tiveram que alterar as senhas de suas contas, 27% tiveram que cancelar o seu cartão de crédito/débito e um em cada cinco tiveram os seus dados pessoais roubados.

Para ajudar na prevenção contra o phishing, a Avast disponibilizou algumas dicas:

  • Sempre compre em aplicativos ou sites oficiais: atualmente, é comum que os cibercriminosos usem páginas falsas com ofertas muito atraentes. Certifique-se sempre de que o local onde fará as suas compras é o oficial. Verifique se o URL começa com HTTPS e procure o ícone de cadeado próximo ao URL. A melhor coisa que os consumidores podem fazer é visitar diretamente os sites de compras confiáveis, mas sem fazê-lo através de links incluídos em e-mails ou anúncios pop-up;

  • Evite anúncios: não clique em pop-ups e janelas. Esses são vetores de phishing comuns e, se você encontrar um, nunca clique em qualquer lugar do anúncio, mesmo que haja um grande botão “Fechar”. Sempre use o pequeno símbolo "X" no canto;

  • Cuidado com ofertas muito atraentes: se algo é muito bom para ser verdade, provavelmente é falso. Se você receber anúncios, e-mails ou mensagens de texto com promoções exageradas, duvide das ofertas e não clique em nada, pois pode ser um golpe. Os cibercriminosos também gostam de pressionar as suas potenciais vítimas, com ofertas que expiram em breve.

  • Use métodos de pagamento confiáveis: você pode optar por cartões digitais (se o seu banco tiver esta opção), ou por serviços como o PayPal. Se você tiver escolhas, é melhor usar um cartão de crédito em vez de um cartão de débito, pois é mais fácil relatar despesas suspeitas;

  • Faça transações seguras: use uma VPN para realizar os seus pagamentos ou compras online, então, você irá criptografar a sua conexão para mantê-la oculta, privada e protegida contra os cibercriminosos;

  • Cuidado com e-mails e mensagens de texto: No período de festas de fim de ano, é comum observar lojas enviando e-mails com anúncios e promoções. No entanto, os cibercriminosos também fazem isso. É importante que o consumidor nunca clique em links e anexos, ou compartilhe informações, mesmo que o e-mail ou a mensagem de texto peça para fazer isso;

  • Use um antivírus: é extremamente importante ter um antivírus instalado em todos os seus dispositivos, incluindo smartphones, para detectar e eliminar ameaças antes delas afetarem o aparelho.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos