Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,28
    -0,02 (-0,03%)
     
  • OURO

    1.745,30
    -4,50 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    44.800,00
    +1.276,81 (+2,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.119,18
    +10,26 (+0,92%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.313,50
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2262
    +0,0174 (+0,28%)
     

Philips anuncia novas TVs OLED com painel mais brilhante e grande sistema de som

·4 minuto de leitura

A Philips apresentou neste fim de agosto a mais nova geração de televisores da série OLED+ ao mercado europeu, oferecendo grande destaque para o design com alto-falantes integrados projetados em parceria com a premiada Bowers & Wilkins (B&W), suporte para altas taxas de atualização em consoles de última geração e um poderoso conjunto de iluminação Ambilight para maior imersão no conteúdo.

Ambas as novas TVs apresentam o novo painel OLED+ da Philips, que entrega aos usuários um aumento de 20% no pico de brilho para HDR mais explosivo em cenas de alto contraste, com padrões HDR10, HDR10+ e Dolby Vision certificados. Elas trazem ainda um novo processador de imagem para otimizar brilho, precisão de cores e tons de pele, além de contraste e definição em qualquer cenário.

Philips TV OLED+ 936

(Imagem: Divulgação/Philips)
(Imagem: Divulgação/Philips)

Os modelos mais baratos da dupla anunciada nesta terça-feira mantêm a elevadíssima qualidade dos painéis OLED em três opções de tamanho: 48", 55" e 65", para que a televisão possa caber em praticamente qualquer ambiente, seja na sala ou no quarto.

A OLED+ 936 oferece iluminação Ambilight em todas as quatro regiões da traseira, o que permite maior imersão graças aos LEDs que se iluminam com base no conteúdo exibido no display, reproduzindo as mesmas cores nas bordas da TV e iluminando o ambiente com cores vibrantes que destacam ainda mais o filme ou série.

(Imagem: Divulgação/Philips)
(Imagem: Divulgação/Philips)

Com uma barra de som (soundbar) dedicada, a fabricante oferece suporte para reconhecimento e decodificação automática da tecnologia Dolby Atmos para som mais imersivo, além de contar com um sistema 3.1.2 e potência de 70W RMS, resultando em bons graves, agudos e médios bem separados e boa separação sonora.

Modos Filme, Jogo e Pessoal permitem que a TV ative os "drivers de elevação" para oferecer a experiência imersiva do som Dolby Atmos para conteúdo sem suporte nativo para tal tecnologia sonora.

A OLED+ 936 conta com design moderno com bordas extremamente finas, pé fixo à barra de som e suporte para HDMI 2.1 com VRR e baixa latência, garantindo que jogadores com consoles de última geração como o PlayStation 5 e Xbox Series X|S possam aproveitar os títulos mais recentes com alta taxa de atualização.

Philips TV OLED+ 986

(Imagem: Divulgação/Philips)
(Imagem: Divulgação/Philips)

Já a nova Philips OLED+ 986 se destaca ainda mais pelo design, sendo projetada para ser o centro das atenções em qualquer ambiente graças às bordas finas, sistema de som em barra integrado e base proprietária que descarta o uso em racks ou móveis. Apesar disso, é possível montar a televisão na parede para quem busca integrar ainda mais à sala ou quarto.

A televisão será disponibilizada em uma exclusiva versão de 65 polegadas, sem modelos de 48" e 55" como a OLED+ 936. Ainda assim, características marcantes como o sistema de iluminação Ambilight em todas as quatro regiões traseiras da TV são mantidas como assinatura da linha.

(Imagem: Divulgação/Philips)
(Imagem: Divulgação/Philips)

Em nota à imprensa, a Philips afirma que a OLED+ 986 "foi projetada para oferecer excelente qualidade de som audiófilo, seja para som de TV ou mesmo como um sistema de música independente", com três drivers de 100 mm para médios e graves poderosos graças aos cones Continuum, mantendo os mesmos 70W RMS da OLED+ 936.

A fabricante destaca que o novo sistema de som permite criar um palco sonoro onde trilhas de diálogo soam precisas ao centro, com mínima distorção e preenchimento em todo o ambiente. A marca ainda destaca a capacidade de conectar um subwoofer dedicado em ambas as TVs para experiência de som ainda melhor.

Todos os televisores contam com painel de resolução 4K Ultra HD com taxa de atualização de 100/120 Hz e — para a OLED+ 936 de 55" e 65" e para a OLED+ 986 — processador P5 com inteligência artificial para otimizar a imagem. Os modelos ainda suportam HDMI eARC com retorno de som para conectar em setup-boxes (como Apple TV) ou home theaters.

Preço e disponibilidade

(Imagem: Divulgação/Philips)
(Imagem: Divulgação/Philips)

As novas OLED+ 936 serão disponibilizadas no mercado europeu durante o quarto trimestre de 2021 (entre outubro e dezembro) nas opções de 48 polegadas, 55 polegadas e 65 polegadas. Os preços dos respectivos modelos são: 1.999 euros (cerca de R$ 12.200), 2.499 euros (~R$ 15.200) e 3.499 euros (~R$ 21.300).

A Philips OLED+ 986 também chega ao mercado europeu no quatro trimestre de 2021, mas oferece tamanho único de 65 polegadas, o que pode ser grande demais para determinados espaços. O modelo tem preço sugerido de 3.999 euros, ou pouco menos de R$ 25 mil.

Ainda não existe previsão de lançamento das novas TVs OLED+ no mercado brasileiro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos