Mercado fechará em 3 h 48 min
  • BOVESPA

    129.457,10
    -750,86 (-0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.876,73
    -152,81 (-0,30%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,69
    +0,81 (+1,14%)
     
  • OURO

    1.856,00
    -9,90 (-0,53%)
     
  • BTC-USD

    40.139,16
    -305,11 (-0,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    999,02
    -11,59 (-1,15%)
     
  • S&P500

    4.244,86
    -10,29 (-0,24%)
     
  • DOW JONES

    34.236,95
    -156,80 (-0,46%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.069,00
    -55,75 (-0,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1686
    +0,0371 (+0,61%)
     

Pfizer entregará mais 2,4 milhões de doses da vacina ao Brasil nesta semana

·2 minuto de leitura

Na noite de terça-feira (8), o Brasil recebeu o 9º lote da vacina da Pfizer/BioNTech contra o coronavírus SARS-CoV-2. No carregamento, estavam 526,5 mil doses do imunizante. Agora, novas entregas estão previstas para esta quarta (9) e quinta-feira (10), cada uma com 936 mil doses da fórmula contra a COVID-19, o que totalizará mais 2,4 milhões de doses nesta semana.

Todos esses carregamentos de doses da vacina da Pfizer contra a COVID-19 chegam pelo Aeroporto Internacional de Viracopos, na cidade de Campinas (SP), importados dos Estados Unidos. Após pousar, a aeronave é aguardada pela Polícia Federal e há um esquema de segurança que acompanha todo desembarque e transporte do imunizante até o centro de distribuição do Ministério da Saúde, em Guarulhos (SP).

Brasil deve receber 2,4 milhões de doses da vacina da Pfizer/BioNTech nesta semana (Imagem: Reprodução/Diana Polekhina/Unsplash)
Brasil deve receber 2,4 milhões de doses da vacina da Pfizer/BioNTech nesta semana (Imagem: Reprodução/Diana Polekhina/Unsplash)

Até o momento a Pfizer entregou 5,9 milhões de doses para a Saúde. No total, foi acordada a compra de 200 milhões que deve ser concluída até o final deste ano. Em comunicado, a farmacêutica norte-americana Pfizer já confirmou o compromisso em respeitar este cronograma de entregas até dezembro de 2021.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Em maio, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou novas condições de conservação e armazenamento para a vacina contra a COVID-19, o que facilita a estratégia logística para a distribuição entre os estados brasileiros. Agora, as doses podem ser mantidas em uma temperatura que varia entre 2 ºC e 8 ºC por até 31 dias. Anteriormente, a orientação era de cinco dias.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: