Mercado fechado

Pfizer diz que vacina contra a COVID-19 estará pronta em outubro

Natalie Rosa

Enquanto o mundo todo vem desenvolvendo e testando possíveis vacinas para prevenir contra o novo coronavírus, alguns laboratórios já estão confiantes e fazendo promessas. Este é o caso da Pfizer. Segundo declaração da diretora médica do laboratório, Márjori Dulcine, que revelou nesta segunda (1) em entrevista, a previsão é que, a partir de outubro deste ano, milhões de doses da vacina contra a COVID-19 devem ser fabricadas. No entanto, apenas em 2021 haverá a produção em larga escala.

Ao lado da BioNTech, a Pfizer começou a pesquisa para encontrar uma vacina, batizada de BNT162, ainda no final de fevereiro, com a primeira aplicação de dose de teste acontecendo em março e contando com a participação de 12 voluntários na Alemanha. Outra leva de testes ocorreu em maio nos Estados Unidos.

"Se tudo correr bem nas pesquisas que já estão em andamento, esperamos que em outubro ou novembro deste ano nós sejamos capazes de disponibilizar alguns milhões de doses para o mundo. Nós estamos falando de uma vacina poder ser produzida e estar disponível em meses, em menos de 1 ano", diz Dulcine, contando ainda que o prazo seria um recorde, uma vez que a criação de uma vacina é um processo que pode levar até 15 anos.

Imagem: Reprodução

A diretora da Pfizer diz ainda que, mesmo quando já houver uma vacina pronta, é ideal que outras empresas e laboratórios continuem se esforçando para desenvolver outras alternativas e tratamentos, pois nenhuma vacina tem 100% de eficácia.

"Os antivirais, os medicamentos que vão agir em fase ainda muito precoce, quando a pessoa teve os primeiros contatos com o vírus e começa a ter uma febre, por exemplo. Antes de ir para o hospital, quando entra no hospital. São fases diferentes da doença que precisam ter tratamento", completou a diretora.


Fonte: Canaltech