Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.443,38
    +405,24 (+1,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Pfizer compra especialista em enxaqueca Biohaven por US$ 11,6 bi

O laboratório americano Pfizer faturou 25,7 bilhões de dólares no primeiro trimestre de 2022, um aumento de 77% em relação ao mesmo período do ano passado, em grande parte graças às vendas de sua vacina anticovid (AFP/Joel Saget) (Joel Saget)

A farmacêutica americana Pfizer anunciou nesta terça-feira (10) a compra da Biohaven Pharmaceuticals, um laboratório especializado em medicamentos para enxaqueca, por 11,6 bilhões de dólares.

A Pfizer comprará todas as ações que ainda não possui da empresa por 148,50 dólares cada, o que representa 79% do valor de fechamento na segunda-feira e 33% do valor médio de fechamento nos últimos três meses.

A Biohaven possui um medicamento, aprovado nos Estados Unidos e União Europeia, destinado ao tratamento da enxaqueca e prevenção de seus episódios (rimegepant).

A empresa também apresentou um projeto de um spray nasal para o tratamento deste tipo de dor de cabeça e está desenvolvendo um gel para sua prevenção (zavegepant). O laboratório dispõe ainda de outros cinco produtos baseados nas mesmas tecnologias.

"Acreditamos que a Pfizer pode auxiliar para que a carteira (da Biohaven) alcance todo seu potencial, por nosso tamanho e liderança", além do relacionamento com médicos, especialistas e sistemas de saúde, disse Nick Lagunowich, chefe do departamento de medicina interna da Pfizer.

A Pfizer, que conta com uma grande liquidez especialmente devido ao sucesso comercial de sua vacina e pílula anticovid, se associou à Biohaven em novembro para a comercialização do rimegepant e do zavegepant fora dos Estados Unidos. A gigante pagou 350 milhões de dólares para adquirir 2,6% de suas ações.

Segundo os termos do contrato, os acionistas da Biohaven receberão meia ação de uma nova empresa que será cotada na Bolsa e incluirá os medicamentos em desenvolvimento pela Biohaven que não se baseiam nas tecnologias de seus tratamentos contra a enxaqueca. Ambas as empresas esperam que a transação seja concluída no início de 2023.

As ações da Biohaven dispararam 70% nas operações eletrônicas prévias à abertura da Bolsa de Nova York, enquanto as da Pfizer subiram 0,9%.

jum/vmt/dem/mr/jc

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos