Mercado abrirá em 4 h 33 min
  • BOVESPA

    108.095,53
    +537,86 (+0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.056,27
    +137,99 (+0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,75
    +0,39 (+0,54%)
     
  • OURO

    1.785,80
    +0,30 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    49.669,74
    -883,92 (-1,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.299,56
    -5,56 (-0,43%)
     
  • S&P500

    4.701,21
    +14,46 (+0,31%)
     
  • DOW JONES

    35.754,75
    +35,32 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.337,05
    -2,85 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    24.243,43
    +246,56 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    28.725,47
    -135,15 (-0,47%)
     
  • NASDAQ

    16.378,50
    -13,75 (-0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2720
    -0,0021 (-0,03%)
     

Pfizer começa a testar remédio contra covid-19 no Brasil

·3 min de leitura

Nesta semana, a farmacêutica norte-americana Pfizer iniciou testes, em humanos, para um novo medicamento contra a covid-19 no Brasil. Administrada por via oral, o antiviral recebe o nome de PF-07321332 e está na Fase 2/3 dos estudos clínicos. Resultados das etapas anteriores foram considerados como promissores.

De acordo com a Pfizer, os testes em humanos do potencial antiviral contra a covid-19 ocorrem nos estados do Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo.

Pfizer testa potencial antiviral contra a covid-19 no Brasil (Imagem: Reprodução/Twenty20photos/Envato Elements)
Pfizer testa potencial antiviral contra a covid-19 no Brasil (Imagem: Reprodução/Twenty20photos/Envato Elements)

No total, mais de 20 centros de pesquisa brasileiros estarão envolvidos nos estudos, incluindo a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Voluntários ainda devem ser recrutados, mas os detalhes sobre a inscrição de todos os centros não foram divulgados. De forma geral, para participar, é necessário ter mais de 18 anos e tanto pessoas vacinadas contra a covid-19 quanto as que ainda não se imunizaram poderão participar.

Vale destacar que o estudo foi previamente aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP). Além disso, conta com a licença dos Comitês de Ética dos centros de pesquisa selecionados.

O que sabemos sobre o remédio da Pfizer contra covid?

O potencial medicamento da Pfizer é da classe dos inibidores de uma enzima chamada protease. Isso significa que o remédio atua contra a enzima, conseguindo bloquear sua ação e impedindo a produção de novas cópias das células infectadas.

"A PF-07321332 já demonstrou potente atividade in vitro contra o SARS-CoV-2 nas fases pré-clínicas, assim como adequadas segurança e tolerabilidade em estudos de Fase 1 em humanos", explica a empresa, em nota.

Durante os testes brasileiros, o antiviral será coadministrado com uma baixa dose do Ritonavir — este é um antirretroviral utilizado em tratamento de infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV). Para a validação do tratamento, o estudo nacional terá três grandes divisões com diferentes perfis de voluntários, sendo todos randomizados, duplo-cegos e controlados por placebo.

A seguir, confira como funcionará:

  • Estudo em pacientes não vacinados ou vacinados com suspeita e/ou diagnóstico da covid-19, mas com baixo risco de desenvolver doença grave (sem comorbidades);

  • Estudo em pacientes não vacinados com suspeita e/ou diagnóstico de covid-19, mas com elevado risco de desenvolver doença grave;

  • Estudo em pessoas não vacinadas cujos contatos domiciliares estão com a covid-19.

“Em linha com o compromisso de contribuir no combate à pandemia da covid-19 e entendendo que as medidas vão além da vacinação, realizamos ensaios iniciais de rastreamento de compostos antivirais em busca de potenciais moléculas, os resultados positivos da molécula PF-07321332 em fase pré-clínica e Fase 1 nos fez avançar para Fase 2/3 com a participação do Brasil", afirmou Márjori Dulcine, diretora médica da Pfizer Brasil, em comunicado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos