Mercado abrirá em 3 h 22 min
  • BOVESPA

    110.786,43
    +113,67 (+0,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.298,20
    -104,50 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,83
    -0,59 (-0,71%)
     
  • OURO

    1.784,60
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    65.836,50
    +1.651,93 (+2,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.547,89
    +67,08 (+4,53%)
     
  • S&P500

    4.536,19
    +16,56 (+0,37%)
     
  • DOW JONES

    35.609,34
    +152,03 (+0,43%)
     
  • FTSE

    7.197,81
    -25,29 (-0,35%)
     
  • HANG SENG

    26.017,53
    -118,49 (-0,45%)
     
  • NIKKEI

    28.708,58
    -546,97 (-1,87%)
     
  • NASDAQ

    15.334,50
    -43,00 (-0,28%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4485
    -0,0711 (-1,09%)
     

Pfizer apresenta dados de sua vacina anticovid para crianças ao regulador dos EUA

·1 minuto de leitura
Frasco com doses da vacina contra a covid-19 da Pfizer (AFP/Frederic J. BROWN)

A aliança Pfizer/BioNTech anunciou nesta terça-feira (28) que apresentou os resultados de seus testes da vacina contra a covid-19 em crianças de 5 a 11 anos para a agência de medicamentos dos EUA (FDA), e que planeja buscar aprovação formal "nas próximas semanas".

As empresas indicaram na semana passada que a vacina foi bem tolerada por crianças e provocou uma resposta imunológica "robusta" e comparável à observada em pessoas com entre 16 e 25 anos.

Os ensaios foram conduzidos em 2.300 crianças com idades entre 5 e 11 anos, e a dose foi ajustada para 10 microgramas versus 30 microgramas para os outros grupos etários.

Esses dados "foram submetidos à FDA para análise preliminar", indicou a Pfizer em um comunicado.

"Espera-se que um pedido formal de autorização de emergência seja submetido nas próximas semanas", acrescentou a empresa.

No início deste mês, a FDA disse que uma vez que o pedido fosse submetido, iria "examinar os dados para avaliar os benefícios e riscos" e que completaria sua revisão "provavelmente em questão de semanas, não meses".

Muitos pais esperam que seus filhos tenham acesso às vacinas, especialmente no início do ano letivo e nas aulas presenciais.

Até agora, a vacina da Pfizer é totalmente permitida para maiores de 16 anos e autorização de emergência para aqueles entre 12 e 15 anos.

la/cjc/gm/yo/ap

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos