Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.584,84
    +210,98 (+0,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.390,14
    -583,13 (-1,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,63
    +1,81 (+2,16%)
     
  • OURO

    1.815,00
    -1,50 (-0,08%)
     
  • BTC-USD

    41.718,13
    -564,89 (-1,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    994,27
    -15,11 (-1,50%)
     
  • S&P500

    4.592,90
    -69,95 (-1,50%)
     
  • DOW JONES

    35.462,00
    -449,81 (-1,25%)
     
  • FTSE

    7.563,55
    -47,68 (-0,63%)
     
  • HANG SENG

    24.112,78
    -105,25 (-0,43%)
     
  • NIKKEI

    28.257,25
    -76,27 (-0,27%)
     
  • NASDAQ

    15.281,25
    -314,50 (-2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3003
    +0,0065 (+0,10%)
     

PF prende no Rio homem com 130 kg de pasta de cocaína

·1 min de leitura

A Polícia Federal prendeu hoje (8) um homem, em flagrante, transportando 130 quilos (kg) de pasta base de cocaína dentro de um veículo em Casimiro de Abreu, interior do Rio de Janeiro. Na mesma ação, os policiais prenderam, em Macaé, no norte fluminense, um outro homem que vinha fazendo a função de batedor da quadrilha.

A droga foi apreendida na BR 101, altura do posto da Polícia Rodoviária Federal e estava oculta sob os bancos do motorista e do carona. O entorpecente saiu da capital fluminense e tinha como destino o município de Macaé.

A droga, os veículos e os presos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Federal em Macaé para a formalização da prisão em flagrante. Os dois foram encaminhados para um presídio do estado, onde ficarão à disposição da Justiça Federal, aguardando julgamento. A pena para o tráfico de drogas pode chegar a 15 anos de prisão.

A operação contou também com o apoio da Polícia Rodoviária Federal e do 32º Batalhão da Polícia Militar, em Macaé.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos