Mercado fechará em 5 h 32 min
  • BOVESPA

    107.196,56
    -740,55 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.890,59
    -708,79 (-1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,44
    +0,13 (+0,16%)
     
  • OURO

    1.839,00
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    36.462,54
    +2.886,52 (+8,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    830,00
    +19,39 (+2,39%)
     
  • S&P500

    4.410,13
    +12,19 (+0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.364,50
    +99,13 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.356,25
    +59,10 (+0,81%)
     
  • HANG SENG

    24.243,61
    -412,85 (-1,67%)
     
  • NIKKEI

    27.131,34
    -457,03 (-1,66%)
     
  • NASDAQ

    14.183,00
    -318,00 (-2,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2151
    -0,0136 (-0,22%)
     

PF pede novas provas para investigação contra Jair Renan, filho 04 de Bolsonaro

·1 min de leitura

BRASÍLIA - A Polícia Federal solicitou o compartilhamento de provas do inquérito das milícias digtais para aprofundar uma investigação contra Jair Renan Bolsonaro, o filho mais novo do presidente (conhecido como 04), sobre o recebimento de "vantagens de empresários" com interesses na administração pública.

O inquérito contra Jair Renan tramita na Superintendência da PF no Distrito Federal. Para dar prosseguimento ao caso, a PF solicitou o compartilhamento de informações obtidas no inquérito das milícias digitais, que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), sobre o empresário Allan Gustavo Lucena, que é próximo de Jair Renan e já foi seu personal trainer.

De acordo com a PF, as diligências do inquérito indicam a "associação estável" entre Jair Renan e Allan Lucena "no recebimento de vantagens de empresários com interesses, vínculos e contratos com aAdministração Pública Federal e Distrital sem aparente contraprestação justificável dos atos degraciosidade. O núcleo empresarial apresenta cerne em conglomerado minerário/agropecuário,empresa de publicidade e outros empresários".

Em resposta, foi encontrado um diálogo entre Allan Lucena e o blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio, que foi enviado para o inquérito.

A PF não apresentou mais detalhes sobre a apuração contra Jair Renan.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos