Mercado abrirá em 9 h 56 min
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,74 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,49
    +3,34 (+4,90%)
     
  • OURO

    1.795,80
    +7,70 (+0,43%)
     
  • BTC-USD

    57.611,81
    +3.353,19 (+6,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.439,00
    -16,41 (-1,13%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,06 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.086,05
    +5,53 (+0,02%)
     
  • NIKKEI

    28.624,18
    -127,44 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    16.233,75
    +182,75 (+1,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3002
    -0,0483 (-0,76%)
     

PF investiga relação de traficantes com Farc em operação que prendeu primo de Alcolumbre

·1 min de leitura
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 21.07.2020 - O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 21.07.2020 - O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A operação deflagrada pela Polícia Federal nesta quarta (20) contra um grupo envolvido no tráfico internacional de drogas investiga a relação de traficantes do Amapá com integrantes das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia).

Um dos presos na apuração é Isaac Alcolumbre, primo do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP). Outra detida foi uma colombiana apontada por investigadores como elo do grupo com a guerrilha.

A apuração mira se o aeródromo de propriedade do primo do parlamentar dava apoio logístico para as aeronaves utilizadas no tráfico de drogas.

Além de fornecer combustíveis de forma irregular, em quantidade muito acima da necessária para os voos, os aviões decolavam do aeródromo sem plano de voo e passavam por mudanças internas para transportar a droga.

No local, o PF encontrou armas durante as buscas realizadas com autorização da Justiça.

A PF monitorou todo o processo de organização de uma viagem de transporte de 450 kg de Skunk (tipo de maconha mais potente) produzida na fronteira da Colômbia com a Venezuela.

Até os responsáveis por transportar os pilotos foram acompanhados e a movimentação registrada em fotos e vídeos.

Com um piloto preso, a PF encontrou informações sobre como se dava a compra da droga, o carregamento em uma cidade da fronteira da Venezuela com a Colômbia e o pagamento de uma taxa para a guerrilha.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos