Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.933,78
    -180,15 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.072,62
    -654,36 (-1,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,55
    +0,17 (+0,27%)
     
  • OURO

    1.769,70
    -0,90 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    54.672,51
    -1.925,79 (-3,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.223,46
    -75,49 (-5,81%)
     
  • S&P500

    4.163,26
    -22,21 (-0,53%)
     
  • DOW JONES

    34.077,63
    -123,04 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.000,08
    -19,45 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    28.990,93
    -115,22 (-0,40%)
     
  • NIKKEI

    29.166,82
    -518,55 (-1,75%)
     
  • NASDAQ

    13.920,75
    +23,50 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6794
    +0,0037 (+0,06%)
     

Petz anuncia ‘AliExpress’ para animais de estimação

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
Petz, brazilian company. Photograph of facade of a Petz store. Petz is one of the largest pet shop chains in Brazil. It sells products for domestic animals and offers veterinary and aesthetic services. Brasilia, Federal District - Brazil. September, 11, 2020.
Mil produtos importados são vendidos no marketplace da Petz, com preços a partir de R$ 100
  • Petz vai usar modelo do AliExpress nas vendas online

  • Objetivo é expandir as vendas pela internet

  • Cerca de mil produtos importados serão comercializados

A Petz, que comercializa produtos para animais de estimação em lojas físicas e no ecommerce, vai expandir as vendas online e usar um modelo como o do AliExpress. A iniciativa comercializar produtos de fora do país anunciada nesta segunda-feira (29) tem como objetivo atrair novos clientes. As informações são do Estadão.

Leia também:

São aproximadamente mil itens estrangeiros vendidos pela rede - que abriu capital capital no ano passado-, com preços a partir de R$ 100 no marketplace, e entregues em até 30 dias. Os produtos têm o uso da tecnologia como foco, como brinquedos eletrônicos e robôs em miniatura que ajudam no dia a dia.

Parceria uruguaia

Para lançar o novo serviço, a empresa brasileira firmou parceria com a startup uruguaia de logística Nocnoc, que recebeu recentemente um aporte da Olist, que atua no ecommerce no Brasil e tem como clientes Mobly e Mercado Livre.

O modelo cross border, que faz a importação de produtos vendidos fora do país por passos, é usado pela companhia para oferecer um período de entrega que não passa de 30 dias. Em uma primeira etapa, a Nocnoc cuida da importação e, depois, quem fica responsável pelo transporte no país é a Petz.

"Não é possível para a Petz importar diretamente 100% dos produtos. Nada melhor, então, do que buscar um parceiro para que as entregas sejam feitas com mais velocidade e com uma quantidade maior de produtos", diz Luciano Sessim, diretor comercial e marketing da Petz.