Mercado abrirá em 6 h 4 min
  • BOVESPA

    110.188,57
    +787,16 (+0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.020,65
    +221,19 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,47
    +0,22 (+0,30%)
     
  • OURO

    1.786,20
    +3,80 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    17.012,54
    +23,77 (+0,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    401,47
    -0,33 (-0,08%)
     
  • S&P500

    3.941,26
    -57,58 (-1,44%)
     
  • DOW JONES

    33.596,34
    -350,76 (-1,03%)
     
  • FTSE

    7.521,39
    -46,15 (-0,61%)
     
  • HANG SENG

    19.589,21
    +148,03 (+0,76%)
     
  • NIKKEI

    27.712,89
    -172,98 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    11.588,50
    +22,50 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4767
    -0,0020 (-0,04%)
     

Petrobras supera gigantes do petróleo no pagamento de dividendos

Dividendos da Petrobras superam os das maiores empresas de petróleo do ocidente; maior parte do dinheiro vai para investidores internacionais
Dividendos da Petrobras superam os das maiores empresas de petróleo do ocidente; maior parte do dinheiro vai para investidores internacionais
  • Seis das maiores petroleiras internacionais juntas não conseguiram superar os dividendos da Petrobras;

  • Valor pago como dividendos é superior até mesmo ao lucro da empresa;

  • Maior parte dessa quantia vai para investidores internacionais.

A Petrobras, empresa estatal de produção e refino de petróleo, já totaliza uma distribuição de dividendos maior que as maiores petroleiras do mundo neste primeiro semestre de 2022. As informações são da SEC, a Comissão de Valores Mobiliários americana.

As maiores empresas ocidentais do setor, a Exxon Mobil, Chevron, Shell, Total Energies, BP e Equinor irão distribuir dividendos que somaram US$ 25,3 bilhões de dólares, o equivalente a R$ 133 bilhões.

Enquanto isso, a Petrobras sozinha irá dar aos acionistas US$ 27,2 bilhões, que na atual conversão chega a RS$ 143 bilhões. Deste montante, US$ 17 bilhões, ou R$ 89 bilhões, é referente somente ao segundo trimestre do ano. A maior parte será paga para investidores estrangeiros, que receberão R$ 35,5 bilhões. O restante fica para o governo (R$ 32,5 bilhões), e para acionistas privados nacionais (R$ 20,7 bilhões)

Esse valor é também 60% maior do que seu lucro no período, anunciado em R$ 55 bilhões. Críticos apontam que esse enorme pagamento representa uma política de desinvestimento da empresa, que resultará no encolhimento da Petrobras.

A empresa no entanto afirmou que esse grande pagamento de dividendos só foi possível graças ao preço alto do petróleo, e às vendas de ativos, como parques de refino. A estatal afirmou também que de maneira nenhuma os planos de investimentos da empresa estão comprometidos.

Petrobras paga tantos dividendos quanto empresa cinco vezes maior

Os dividendos pagos pela Petrobras chegaram próximos de superar os da Aramco, empresa estatal da Arábia Saudita que é a maior petroleira do mundo, produzindo 13 milhões de barris por dia, cinco vezes mais que a Petrobras. A Aramco distribuiu US$ 18,76 bilhões para seus acionistas no último trimestre. O anúncio dos dividendos do trimestre atual está marcado para o dia 14 de agosto.

Já em comparação com a maior das empresas ocidentais, a americana Exxon, a Petrobras superou de longe os pagamentos. A empresa privada americana distribuiu US$ 7,6 bilhões, ou R$ 40 bilhões, menos do que a metade do que foi dado pela brasileira.