Mercado fechado

Petrobras reduz preço da gasolina de aviação em 15,7%

***ARQUIVO***CABO FRIO, RJ, 26.09.2012 - Fachada da Petrobras, em Cabo Frio, no Rio de Janeiro. (Foto: Daniel Marenco/Folhapress)
***ARQUIVO***CABO FRIO, RJ, 26.09.2012 - Fachada da Petrobras, em Cabo Frio, no Rio de Janeiro. (Foto: Daniel Marenco/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (AGÊNCIA BRASIL) - A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (29) uma redução de 15,7% no valor da gasolina de aviação para venda às distribuidoras. É a segunda queda seguida no preço do combustível, que é usado geralmente em aeronaves de pequeno com motores a ignição por centelha. No início do mês, houve uma redução de 5,7%.

O novo valor entra em vigor a partir de quarta-feira (1º). De acordo com nota divulgada pela Petrobras, as atualizações são mensais e definidas por meio de fórmula contratual negociada com as distribuidoras.

"Acompanham as variações do valor do produto e da taxa de câmbio, para cima e para baixo, com ajustes aplicados em base mensal, mitigando a volatilidade diária das cotações internacionais e do câmbio", diz a nota.

A estatal ressalta ainda que não detém o monopólio da comercialização do produto e que o mercado brasileiro é aberto à livre concorrência. Distribuidoras e revendedoras, que são os responsáveis pelas instalações nos aeroportos e pelos serviços de abastecimento das aeronaves, podem comprar o combustível de outros produtores ou importadores.

Há três dias, a Petrobras também anunciou redução nos preços do querosene de aviação. Usado em aviões e helicópteros dotados de motores à turbina, é o combustível mais demandado no transporte aéreo. A queda, de 10,4%, também começa a valer a partir de quarta-feira (1º).