Mercado fechará em 2 h 38 min

Petrobras (PETR4) inicia processo de venda de campos na Bacia de Santos

Jader Lazarini
Petrobras (PETR4) inicia processo de venda de campos na Bacia de Santos

A Petrobras (PETR3; PETR4) anunciou, por meio de um fato relevante divulgado na última quinta-feira (27), que iniciou o processo de venda da totalidade de sua participação nos campos de Merluza e Lagosta. Os campos estão localizados em águas rasas na Bacia de Santos.

De acordo com a Petrobras, a plataforma de Merluza é a mais antiga da Bacia de Santos dentre as que ainda estão em operação. De acordo com a estatal, a planta funciona desde 1993 na produção de gás natural e gás condensado.

Além disso, em abril de 2009, a unidade se tornou responsável pela produção de gás natural e condensado do campo de Lagosta.

A petroleira estatal é concessionária exclusiva das duas concessões, segundo o comunicado. A Petrobras informou que a produção média dos campos no ano passado foi de 3,6 mil barris de óleo equivalente por dia.

Petrobras procura continuar seus desinvestimentos

A Petrobras também informou, na última quinta-feira, que iniciou o processo de venda de 51% da Gaspetro. A empresa divulgou documento para tentar buscar investidores para sua fatia da companhia. Os demais 49% pertencem à japonesa Mitsui.

Saiba mais: Petrobras (PETR3; PETR4) tem alta de 55,70% no lucro líquido em 2019

A companhia publicou um prospecto com as principais informações sobre a transação. Da mesma forma, estão contidos no documento os critérios de elegibilidade para compra das ações.

A oferta condiz com o plano de vendas de ativos da Petrobras e está de acordo com a determinação feita pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A estatal entrou em acordo para reduzir a participação no mercado de gás natural brasileiro até o final de 2021.

No ano passado, a subsidiária da Petrobras distribuiu 29 milhões metros cúbicos/dia de gás, atendendo cerca de 500 mil clientes. O volume total foi distribuído por meio de uma rede de mais de 10 mil quilômetros de gasodutos. A Gaspetro também informou que a produção média dos campos, em 2019, foi de 3,6 mil barris de óleo equivalente por dia.