Mercado abrirá em 2 h 26 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,75
    +0,70 (+1,08%)
     
  • OURO

    1.700,40
    +22,40 (+1,33%)
     
  • BTC-USD

    54.157,08
    +4.494,19 (+9,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.093,90
    +69,69 (+6,80%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.748,41
    +29,28 (+0,44%)
     
  • HANG SENG

    28.773,23
    +232,40 (+0,81%)
     
  • NIKKEI

    29.027,94
    +284,69 (+0,99%)
     
  • NASDAQ

    12.548,75
    +251,50 (+2,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9831
    +0,0233 (+0,33%)
     

Petrobras lidera perdas na Bovespa após ameaças de Bolsonaro

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - As ações da Petrobras abriram em forte queda nesta sexta-feira, liderando as perdas do Ibovespa, com a repercussão a ameaças verbalizadas na véspera pelo presidente Jair Bolsonaro diante dos sucessivos reajustes de preços praticados pela petrolífera.

Às 10:19, a ação PN da Petrobras caía 3,6%, enquanto o papel ON recuava 3,7%. O Ibovespa perdia 0,41%, a 118.710,75pontos.

Bolsonaro afirmou em transmissão na noite da véspera que "obviamente" vai ter consequência a fala do presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, que dias atrás havia dito que a ameaça de greve de caminhoneiros não era problema da empresa.

Na véspera, a Petrobras anunciou reajustes no preço do diesel e da gasolina, a partir desta sexta-feira.

(Por Aluísio Alves)