Mercado fechará em 38 mins
  • BOVESPA

    130.050,27
    -157,69 (-0,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.864,98
    -164,56 (-0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,21
    +1,33 (+1,88%)
     
  • OURO

    1.859,10
    -6,80 (-0,36%)
     
  • BTC-USD

    40.489,80
    +1.011,69 (+2,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.007,34
    -3,27 (-0,32%)
     
  • S&P500

    4.248,96
    -6,19 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.317,62
    -76,13 (-0,22%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.029,50
    -95,25 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1114
    -0,0201 (-0,33%)
     

Petrobras inicia venda de sua participação na Deten Química, na Bahia

·1 minuto de leitura
Edifício-sede da Petrobras, no Rio de Janeiro (RJ)

SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras o processo de venda da totalidade de sua participação de 27,88% na petroquímica Deten, localizada no polo industrial de Camaçari (BA), informou a companhia em fato relevante publicado nesta quarta-feira.

A Deten fabrica e comercializa as principais matérias-primas para a produção de detergentes biodegradáveis líquidos e em pó, sendo a única produtora nacional de Linear Alquilbenzeno (LAB), disse a Petrobras.

A companhia fabrica ainda Ácido Linear Alquilbenzeno Sulfonato (LABSA) e Alquilado Pesado (ALP) --este, utilizado em aditivos lubrificantes e óleo têxtil, acrescentou a petroleira.

"Essa operação está alinhada à estratégia de otimização do portfólio e à melhora de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor para os seus acionistas", disse a Petrobras, que tem promovido desinvestimentos em segmentos não essenciais para focar nas atividades de exploração e produção de óleo e gás em águas profundas e ultraprofundas.

(Por Gabriel Araujo)