Petrobras estima economia de R$ 32 bi em custo em 3 anos

A Petrobras divulgou nesta quarta-feira as metas do Programa de Otimização de Custos Operacionais (Procop), um dos programas estruturantes do Plano de Negócios e Gestão 2012-2016. Segundo a estatal, o Procop tem três objetivos principais: no plano financeiro, aumentar a geração de caixa no horizonte do PNG 2012-2016; no operacional, aumentar a produtividade de suas atividades a partir de benchmarks internos e externos; no organizacional, reforçar o modelo de gestão voltado para a eficiência em custos.

O escopo do programa abrange as atividades no Brasil, nas áreas de Exploração e Produção, Abastecimento e Gas e Energia, incluindo logística operada pela subsidiaria Transpetro, também atuando nos processos de suporte às operações, como suprimento de materiais, estoque de peças e combustíveis e tecnologia da informação.

De acordo com o comunicado da empresa, o Programa foi conduzido em três fases. A primeira foi de junho a agosto de 2012, e teve como objetivo formar uma visão preliminar das áreas de foco e do potencial de otimização. Nesta fase, uma lista de oportunidades foi identificada, qualificada e priorizada. A fase dois ocorreu de setembro a novembro e foi dedicada ao aprofundamento e detalhamento das oportunidades identificadas na fase I, e à quantificação precisa do ganho associado. Já a última etapa foi marcada pela implementação, consolidando as metas, responsáveis e marcos de cada iniciativa.

"A partir da base de gastos gerenciáveis de R$ 63 bilhões realizada em 2011, foram priorizadas 39 grandes oportunidades de otimização nos processos produtivos e de suporte, que são diretamente relacionadas a uma base de custos de R$ 43 bilhões, ou seja, 70% do total de R$ 63 bilhões", informou a empresa. Os R$ 20 bilhões em gastos não abrangidos pelo programa estão relacionados às atividades de P&D, Engenharia, Exploração, Comunicação, Responsabilidade Social, Área Financeira e outros processos de gestão, além de gastos referentes a transações internas ao Sistema Petrobrás (eliminações entre empresas do grupo). "Desta forma, as 39 oportunidades foram detalhadas e traduzidas em 515 iniciativas de otimização de custos, com metas operacionais e plurianuais, consolidadas em planos de trabalho detalhados para cada iniciativa".

Com esse conjunto de iniciativas, foi fixada meta de redução de R$ 8 bilhões, ou 19% dos gastos gerenciáveis sob escopo (R$ 43 bilhões). "Esse potencial será agora capturado gradativa e progressivamente a partir de 2013, segundo ações detalhadamente planejadas, permitindo que a companhia reduza o crescimento dos seus custos operacionais na ordem de R$ 32 bilhões no período de 2013 a 2016", informou a estatal.

Carregando...