Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.528,97
    +456,35 (+0,95%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,76
    -0,91 (-1,45%)
     
  • OURO

    1.782,70
    +4,30 (+0,24%)
     
  • BTC-USD

    54.654,55
    -1.097,36 (-1,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.242,27
    +7,85 (+0,64%)
     
  • S&P500

    4.134,94
    -28,32 (-0,68%)
     
  • DOW JONES

    33.821,30
    -256,33 (-0,75%)
     
  • FTSE

    6.889,68
    +29,81 (+0,43%)
     
  • HANG SENG

    28.621,92
    -513,81 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    28.508,55
    -591,83 (-2,03%)
     
  • NASDAQ

    13.776,25
    -18,00 (-0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6705
    -0,0320 (-0,48%)
     

Petrobras e parceiras aprovam conceito para BM-C-33 com foco em óleo condensado e gás

·1 minuto de leitura
Marca da Petrobras na sede da companhia

SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras aprovou, em conjunto com suas parceiras Repsol Sinopec e Equinor, o conceito de desenvolvimento do bloco BM-C-33, localizado no pré-sal da Bacia de Campos e operado pela companhia norueguesa, informou a estatal nesta quinta-feira.

Segundo a Petrobras, foram descobertas três acumulações de gás e condensado (óleo leve) no bloco, a cerca de 200 quilômetros da costa do Rio de Janeiro, denominadas Pão de Açúcar, SEAT e Gávea.

A companhia destacou que as datas para os próximos marcos decisórios e o início da produção ainda serão definidos entre as empresas parceiras, lideradas pela Equinor.

"O conceito aprovado baseia-se na produção por poços conectados a um FPSO, com capacidade para processar óleo condensado e gás produzidos e especificá-los para a venda", disse a Petrobras em comunicado, acrescentando que a operação também envolverá transferências por navios aliviadores e transporte para a costa via gasoduto submarino conectado ao Terminal de Cabiúnas.

A companhia prevê capacidade de processamento de 20 mil metros cúbicos por dia de óleo condensado no FPSO. A produção de gás será de 16 milhões de metros cúbicos diários, com vazão média de exportação de gás natural de 14 milhões de m³/dia.

Equinor e Repsol Sinopec possuem 35% cada na parceria para o desenvolvimento da concessão, enquanto a Petrobras detém 30%.

(Por Gabriel Araujo)