Mercado abrirá em 2 h 57 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,35
    +0,30 (+0,46%)
     
  • OURO

    1.700,50
    +22,50 (+1,34%)
     
  • BTC-USD

    54.138,45
    +4.176,54 (+8,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.093,05
    +68,84 (+6,72%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.743,67
    +24,54 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    28.773,23
    +232,40 (+0,81%)
     
  • NIKKEI

    29.027,94
    +284,69 (+0,99%)
     
  • NASDAQ

    12.573,50
    +276,25 (+2,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9831
    +0,0233 (+0,33%)
     

Petrobras e ações do mercado doméstico lideram alta do Ibovespa

·2 minuto de leitura
Sede B3

SÃO PAULO (Reuters) - Ações da Petrobras e de empresas ligadas ao mercado doméstico lideravam os ganhos do Ibovespa, que nesta quinta-feira esboçava rumar para a primeira alta em sete sessões.

Às 12:15, o principal índice acionário brasileiro mostrava valorização de 1,6%, aos 117.781,92 pontos. O giro financeiro somava 12,1 bilhões de reais.

Os negócios refletiam o clima positivo em Wall Street, cujos principais indicadores avançavam após o pior dia em três meses, mesmo após a primeira leitura do PIB nos Estados Unidos do quarto trimestre, com alta de 4%, ter vindo um pouco abaixo da previsão média do mercado.

Lá, prevalecia o otimismo com dados de pedidos de seguro-desemprego abaixo do esperado e resultados trimestrais. Na véspera, após o fechamento das bolsas, Apple, Facebook e Tesla divulgaram receitas acima do esperado por analistas.

Para profissionais do mercado, a correção recente no Ibovespa, após ter atingido novas máximas históricas no começo do mês, abriu espaço para recuperação de algumas ações.

"Mas as preocupações com o aumento do número de casos de Covid-19 e seus desdobramentos em vários países seguem pesando sobre os negócios", apontou em relatório o departamento de pesquisa econômica do Bradesco.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN subia 2,8%. A Reuters publicou que três consórcios com participação de estaleiros asiáticos estão se preparando para fazer oferta à Petrobras em 1º de fevereiro, na primeira licitação para contratar plataformas próprias em mais de sete anos, e que poderá envolver bilhões de dólares.

- DASA avançava 1,2%. A companhia informou pela manhã que está escolhendo bancos para coordenar uma possível oferta de ações.

- BANCO DO BRASIL tinha ganho de 2,9%, liderando o setor financeiro, após o Banco Central divulgar que o estoque de crédito no Brasil subiu 1,6% em dezembro sobre novembro e que a inadimplência em recursos livres caiu de 3% a 2,9%. SANTANDER BRASIL crescia 3%. BRADESCO evoluía 2,6% e ITAÚ UNIBANCO era apreciada em 2,9%.

- LOJAS RENNER tinha avanço de 5,4%, à frente de varejistas, após o IBGE revelar que a taxa de desemprego no país alcançou entre setembro e novembro 14,1%, nível mais alto para o período desde o início da série histórica iniciada em 2012, mas abaixo dos 14,4% do trimestre anterior.

- GOL disparava 7,6%, com o setor aéreo na ponta de alta do Ibovespa. AZUL ganhava 5,9%. EMBRAER tinha incremento de 2,9%.

- CIELO, na mão contrária, recuava 0,7%, com investidores preferindo realizar lucro após um salto de 13% na véspera, apoiado no resultado trimestral acima das expectativas.

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

(Edição Alberto Alerigi Jr.)