Petrobras delegará aos bancos a antecipação de faturas

A Petrobras deve modificar, a partir de janeiro, o sistema de antecipação de faturas da estatal para seus fornecedores dentro do programa Progredir, informou o gerente de Fomento à Cadeia de Fornecedores da Petrobras, Roberto Alfradique. O sistema permite que o fornecedor direto da empresa receba em prazo menor do que 30 dias (o tempo que a Petrobras leva para pagar o fornecedor após a entrega do produto ou serviço) seu pagamento, com incidência de juros. Em evento para fomentar o setor de óleo e gás no Rio Grande do Sul, ele explicou que a Petrobras vai deixar de fazer a operação de empréstimos e delegar essa tarefa aos bancos. O programa foi lançado em setembro e ainda está em fase de testes.

"Emprestar dinheiro não é o negócio da Petrobras, vamos pegar o dinheiro da Petrobras e investir em petróleo e deixar o negócio de empréstimos com os bancos", disse Alfradique.

Segundo o executivo, a meta é que o projeto esteja rodando plenamente em janeiro, e então os bancos entrarão no sistema. Para ele, a ideia do Progredir é permitir que a Petrobras tenha o maior número possível de seus empreendimentos feitos por empresas brasileiras, e o capital de giro aumenta essa possibilidade. E complementou que o crédito para capital de giro diminui o número de atrasos em obras, meta estabelecida pela presidente da Petrobras, Graça Foster.

Carregando...