Mercado fechará em 5 h 32 min
  • BOVESPA

    112.480,57
    +2.230,84 (+2,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.375,02
    +546,89 (+1,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,83
    +1,34 (+1,90%)
     
  • OURO

    1.775,90
    -2,30 (-0,13%)
     
  • BTC-USD

    42.558,84
    -210,26 (-0,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.059,18
    +18,70 (+1,80%)
     
  • S&P500

    4.391,84
    +37,65 (+0,86%)
     
  • DOW JONES

    34.280,63
    +360,79 (+1,06%)
     
  • FTSE

    7.072,55
    +91,57 (+1,31%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.108,25
    +84,25 (+0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1949
    +0,0158 (+0,26%)
     

Petrobras confirma unidade de processamento de gás no Rio para 2022, diz CEO

·2 minuto de leitura

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) – A Petrobras confirmou cronograma para o início da operação da Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) do Polo GasLub (antigo Comperj), em Itaboraí (RJ), em 2022, com um projeto que conta ainda com o gasoduto Rota 3 que trará o insumo do pré-sal, afirmou nesta sexta-feira o presidente da companhia estatal, Joaquim Silva e Luna.

O projeto da UPGN com o gasoduto prevê capacidade para escoar e processar diariamente 21 milhões de metros cúbicos de gás do pré-sal.

O executivo falou durante um evento para a assinatura de protocolo de intenções com o governo do Estado do Rio de Janeiro, no Palácio Guanabara, para cessão de áreas do GasLub.

A ideia da iniciativa é explorar o potencial da infraestrutura do polo para atrair grandes indústrias, permitindo a criação de um complexo industrial.

“O gás natural entregue pelo GasLub poderá ser utilizado pela indústria como matéria-prima ou para geração de energia e calor, o que faz deslumbrar o cenário promissor para atração de petroquímicas, siderúrgicas, usinas de fertilizantes…, entre tantas outras indústrias”, disse Luna, durante discurso.

Também presente no evento, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou que a expectativa é que a região do GasLub já receba novos investimentos industriais a partir do próximo ano.

PROJETO REMODELADO

Originalmente, no projeto do Comperj, a Petrobras planejava construir uma refinaria e um complexo petroquímico. No entanto, o empreendimento foi paralisado após bilhões de dólares investidos e denúncias de corrupção.

A companhia ainda tentou retomar partes do planejamento, com a negociação de parcerias, mas não deu certo.

Agora, juntamente com o governo do Estado, a petroleira remodelou o projeto, utilizando como âncora o gás do pré-sal. O governo estuda inclusive oferecer benefícios fiscais para atrair as empresas.

O secretário de Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro, Vinicius Farah, afirmou que há um potencial de investimentos de 15 bilhões de reais no GasLub e de criação de 11 mil empregos diretos.

“O GasLub resgata a região do Comperj… Tem uma empresa da Finlândia interessada do setor de fertilizantes, e temos informações do interesse da Gazprom (empresa de energia da Rússia) para explorar o gás junto com a Petrobras. As empresas esperavam a assinatura do convênio para avançar.”

A Gazprom não pode ser imediatamente contatada para pedido de comentários.

(Por Rodrigo Viga Gaier; com reportagem adicional de Marta Nogueira)

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos