Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.227,09
    +94,56 (+0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.412,47
    +211,88 (+0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,88
    -0,83 (-1,82%)
     
  • OURO

    1.813,20
    +2,00 (+0,11%)
     
  • BTC-USD

    17.084,95
    -894,23 (-4,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    335,96
    -34,56 (-9,33%)
     
  • S&P500

    3.629,65
    -5,76 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    29.872,47
    -173,77 (-0,58%)
     
  • FTSE

    6.362,93
    -28,16 (-0,44%)
     
  • HANG SENG

    26.819,45
    +149,70 (+0,56%)
     
  • NIKKEI

    26.537,31
    +240,45 (+0,91%)
     
  • NASDAQ

    12.168,25
    +16,00 (+0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3410
    +0,0033 (+0,05%)
     

Petrobras conclui venda de sete campos terrestres por R$ 676,8 milhões

Rita Azevedo
·1 minuto de leitura

Campos na Bacia Potiguar, no Rio Grande do Norte, foram comprados pela SPE 3R Petroleum, subsidiária da 3R Petroleum e Participações A Petrobras concluiu nesta sexta-feira a venda de sua participação em sete campos de produção terrestres por R$ 676,8 milhões. Os campos, localizados na Bacia Potiguar, no Rio Grande do Norte, foram comprados pela SPE 3R Petroleum, subsidiária da 3R Petroleum e Participações. O valor pago inclui ajustes previstos no contrato. A Petrobras detinha 100% de participação em seis dos sete campos (Aratum, Macau, Serra, Salina Cristal, Lagoa Aroeira e Porto Carão). No campo de Sanhaçu ela era dona de 50%. Em comunicado, a administração da Petrobras diz que a operação está alinhada à estratégia de otimização de portfólio e melhor alocação de capital, passando a concentrar cada vez mais seus recursos em águas profundas e ultra-profundas. Divulgação