Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,44 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,75 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,74
    -1,49 (-1,83%)
     
  • OURO

    1.668,30
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.440,79
    -107,53 (-0,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,10 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,96 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,84 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    11.058,25
    -170,00 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3079
    +0,0099 (+0,19%)
     

Petrobras baixa preço do diesel pela segunda vez em agosto

Preço do combustível passa de R$ 5,41 para R$ 5,19 (Getty Images)
Preço do combustível passa de R$ 5,41 para R$ 5,19

(Getty Images)

  • Petrobras reduz, pela segunda vez em agosto, preço do litro do diesel vendido às distribuidoras;

  • Queda é de R$ 0,22 (ou 4,07%);

  • Importante ressaltar que o preço praticado pela Petrobras não é o cobrado dos consumidores na bomba.

A Petrobras anunciou, nesta quinta-feira (11), uma nova redução no preço do litro do diesel vendido às distribuidoras. A partir desta sexta-feira (12), o combustível passa de R$ 5,41 para R$ 5,19, uma queda de R$ 0,22 ou 4,07%.

Este é o segundo barateamento no mês de agosto; no último dia 4, a estatal baixou o preço do litro em R$ 0,20. Antes de ambos os anúncios, o diesel ficou mais em conta pela última vez em maio de 2021, ingressando em uma trajetória de altas a partir do mês seguinte. Ainda assim, o litro vendido às distribuidoras ainda está 55,39% mais caro quando comparado aos preços praticados no final do ano passado.

Em nota, a Petrobras disse que a redução "acompanha a evolução dos preços de referência, que se estabilizaram em patamar inferior para o diesel, e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio".

A petroleira ainda ressalta que o diesel comercializado nos postos mistura, obrigatoriamente, 90% de diesel A e 10% de biodiesel. Portanto, sua parcela no preço ao consumidor passa de R$ R$ 4,87, em média, para R$ 4,67 a cada litro vendido na bomba. Vale destacar que este não é o preço final aos consumidores, já que o cálculo leva em conta outros fatores.

Os preços dos demais combustíveis permanecem iguais. No final de julho deste ano, a Petrobras também baixou o preço da gasolina em R$ 0,15, que fez o preço cair de R$ 3,86 para R$ 3,71.