Mercado abrirá em 3 h 17 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,80
    +0,54 (+0,76%)
     
  • OURO

    1.812,30
    -9,90 (-0,54%)
     
  • BTC-USD

    38.517,68
    -1.052,54 (-2,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    935,19
    -25,71 (-2,68%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.108,50
    +26,78 (+0,38%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.967,75
    +15,00 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1192
    -0,0249 (-0,41%)
     

Petrobras aumenta hoje preços da gasolina, diesel e gás nas refinarias

·1 minuto de leitura
Woman pumping gasoline fuel in car at gas station.
Com reajuste, preço do litro da gasolina nas refinarias passou para R$ 2,69
  • Gasolina, diesel e GLP sofrem reajustes a partir desta terça-feira (6) nas refinarias

  • A gasolina fica 6,3% mais cara, enquanto o diesel sobe 3,7%

  • Reajuste não repercute de forma imediata nos postos 

A partir desta terça-feira (6), os preços da gasolina, do diesel e do GLP (gás liquefeito de petróleo), o gás de cozinha, têm alta nas refinarias. Com o reajuste, de 6,3% (R$ 0,16), o preço do litro da gasolina agora passou para R$ 2,69. As informações são da Agência Brasil.

Leia também:

Enquanto isso, o quilograma do gás de cozinha passa para R$ 3,60, com uma alta de R$ 0,20 por quilograma, e o valor do litro do diesel sobe 3,7%, chegando a R$ 2,81. 

A Petrobras afirma que esse aumento nos preços acompanha os níveis internacionais de valores do petróleo e seus derivados.

Impacto no consumidor

O reajuste nas refinarias, porém, não repercute de forma imediata nos postos de combustíveis. Até chegar ao consumidor, há um acréscimo de impostos estaduais e outros custos adicionados às margens de lucro de distribuidoras e de postos. Assim, segundo a Petrobras, a mudança no preço final depende de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de combustíveis.

No caso do gás de cozinha, a estatal informa que “estão zeradas as alíquotas dos tributos federais PIS e Cofins incidentes sobre a comercialização do produto quando destinado para uso doméstico e envasado em recipientes de até 13 kg". Assim, o preço final vai depender do custo de envase nas distribuidoras. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos