Mercado abrirá em 8 h 56 min
  • BOVESPA

    99.621,58
    -969,83 (-0,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.061,61
    -373,84 (-0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,00
    +0,22 (+0,20%)
     
  • OURO

    1.818,20
    +0,70 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    20.073,74
    -204,00 (-1,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    431,29
    -8,37 (-1,90%)
     
  • S&P500

    3.818,83
    -2,72 (-0,07%)
     
  • DOW JONES

    31.029,31
    +82,32 (+0,27%)
     
  • FTSE

    7.312,32
    -11,09 (-0,15%)
     
  • HANG SENG

    22.013,70
    +16,81 (+0,08%)
     
  • NIKKEI

    26.468,44
    -336,16 (-1,25%)
     
  • NASDAQ

    11.649,25
    -41,75 (-0,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4159
    +0,0053 (+0,10%)
     

Petro se alia a um dos partidos mais poderosos da Colômbia e terá maioria absoluta no Senado e na Câmara

O presidente eleito da Colômbia, Gustavo Petro, formou uma aliança com o poderoso Partido Liberal, o que provavelmente facilitará a aprovação de leis no Congresso nos próximos quatro anos.

Análise: Eleição de Petro fortalece frente de esquerda na América Latina

Em Los Angeles: Cúpula das Américas mostrou continente rachado pelo debate sobre o que fazer com Venezuela, Cuba e Nicarágua

“"Isso permitirá que o presidente eleito supere uma barreira política, o que lhe permitirá exercer sua condição de partido vencedor na eleição presidencial, essencial para colocar seu plano de governo em andamento", disse o Partido Liberal na noite de quarta-feira, em comunicado assinado por seu líder, César Gaviria.

Nas eleições legislativas de março, partidos de esquerda, como o próprio Pacto Histórico de Petro, conquistaram o maior número de cadeiras de sua história, mas não alcançaram a maioria absoluta no Senado ou na Câmara. A coalizão com os liberais reduz a chance de Petro enfrentar uma crise de governança, embora ele possa ser forçado a atenuar algumas de suas propostas mais radicais para manter os aliados do seu lado.

Até agora: Entenda por que a esquerda nunca chegou ao poder na Colômbia

Vizinhos: Petro anuncia que reabrirá fronteira da Colômbia com a Venezuela, fechada desde 2019

O Partido Liberal terá cerca de 15 dos 102 assentos no Senado e 32 na Câmara, embora a contagem final ainda não tenha sido certificada pela autoridade eleitoral. O Pacto Histórico terá cerca de 20 cadeiras no Senado e 27 na Câmara.

Petro e Gaviria tiveram algumas aproximações após os resultados eleitorais e se falaram pelo telefone três vezes esta semana. Com isso parecem ter superado as tensões da campanha, na qual o ex-presidente acabou apoiando Federico Gutiérrez no primeiro turno. No segundo, liberou seus parlamentares para apoiarem quem quisessem. Em 2018, Gaviria apoiou o governo de Iván Duque, do qual acabou se distanciando.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos